Governo libera presença de 30% do público em todas as modalidades esportivas no Ceará

Regras são as mesmas já válidas para os jogos de futebol

atleta jogando vôlei de praia no centro de formação olímpica
Legenda: Esportes como basquete, futsal e vôlei de praia (foto) poderão voltar a ser acompanhados presencialmente pelo torcedor
Foto: Helene Santos / SVM

O Governo do Ceará liberou a presença do público em eventos esportivos profissionais de todas as modalidades a partir deste sábado (16) —  até então, apenas jogos de futebol estavam autorizados a receber o torcedor.

Dentre as exigências, os estádios precisam ser abertos, receber até 30% da capacidade e os torcedores devem estar imunizados com as duas doses de vacina contra a Covid-19. A capacidade será ampliada para 50% no próximo dia 23.

A medida consta no novo decreto restritivo, publicado neste sábado no Diário Oficial do Estado. Pelas regras, os eventos devem ser previamente autorizados pela autoridade sanitária. 

O protocolo sanitário para esportes prevê que todos os participantes e trabalhadores usem máscara cirúrgica (N-95 ou PFF2). Antes de entrar no estádio, o torcedor terá de comprovar que está imunizado.

Para isso, deverá apresentar o cartão de vacinação contra a Covid-19 ou registro das doses no aplicativo do ConecteSUS, do Ministério da Saúde, e um documento oficial de identificação com foto.

Afrouxamento das regras

Em 20 de setembro, foi liberado um evento-teste, com até 10% do público, para jogos de futebol no Castelão, em Fortaleza. 

Após aprovação da Sesa, os jogos foram realizados por Fortaleza (no jogo contra o Atlético-GO) e Ceará (na partida contra o Internacional). 

No últim dia 8, o Governo liberou a presença de 10% do público para todos os jogos profissionais de futebol no Estado, derrubando, assim, a liberação apenas para eventos-testes. 

Avaliação

O presidente da Federação Cearense de Futsal (FCFS), Roberto do Vale, celebrou a decisão governamental, classificada por ele como "maravilhosa".

"Já era tempo de o Governo fazer essa mudança, principalmente para modalidades coletivas, porque, quando libera pro futebol de campo, abre precendete para outras modalidades", destaca.

Segundo ele, com a liberação para os eventos de futebol, a própria torcida realiza cobranças à Federação, que também tratou do assunto com prefeituras com as quais atua em parceria para realização de campeonatos do esporte. 

"A gente sempre vem conscientizando os gestores de que a Federação não tem poder para liberar o público pros jogos; tem de cumprir o decreto do governo", pontua, indicando que, a partir desta segunda, reunirá-se com diretoria e clubes participantes para formatar um protocolo de cuidados sanitários para o retorno do público.

Ainda conforme Roberto do Vale, o seguimento das medidas sanitárias é motivo de preocupação por parte da FCFS, dada a dificuldade de controle sobre o público. "A população do interior tem muita dificuldade de manter os cuidados sanitários que a gente tem aqui em Fortaleza. No interior, é muito complicado", opina.

O presidente da FCFS, porém, frisa a instituição da entrada mediante comprovante de vacinação, uso de máscara e distanciamento social para a participação do público, visto que haverá a segunda fase do Campeonato Estadual na modalidade masculina adulto. O reinício da competição está marcado para ocorrer em Jijoca de Jericoacoara no próximo sábado (23).

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte