Futebol feminino pede passagem no Estado

Por estarem na elite nacional do futebol brasileiro este ano, Ceará e Fortaleza são obrigados a manter equipes femininas para as disputas dos torneios; Ceará estreou ontem no Brasileiro A2

Legenda: Ceará venceu com gols de Rhayanna, Bebê e Valéria (2)
Foto: Foto: Camila Lima

Nesta temporada, os dois principais clubes do estado voltarão a disputar, juntos, a principal divisão do futebol brasileiro. Um confronto centenário agora ainda mais relevante. Farão o duelo inicial no mês de agosto. Também no segundo semestre os clubes irão se enfrentar no futebol feminino pela primeira vez. O Vovô, atual campeão cearense, estreou ontem com vitória e goleada no Campeonato Brasileiro A2, no CT Luís Campos, diante do Oratório-AP. A equipe do Ceará venceu por 4 a 0 na estreia. Já o Tricolor do Pici apresentará - no mês de junho - o time para as disputas entre mulheres.

Por exigência da Conmebol, e com apoio da CBF, os 20 clubes da Série A terão que manter, a partir deste ano, equipes femininas. Para cumprir tal norma, cada time terá que participar de pelo menos uma competição oficial ao longo do ano.

Nova vaga

A expectativa é que o próximo Estadual, com previsão de início para agosto, tenha, no mínimo, cinco equipes: Ceará, Fortaleza, Tiradentes, Menina Olímpica e Caucaia. Uma boa participação alvinegra na atual Segunda Divisão pode também abrir uma nova vaga para o Estado nesse torneio nacional, em 2020, a depender do ranking nacional.

A competição deste ano conta com 36 equipes, divididas em seis grupos. Os dois primeiros de cada chave avançam, além dos quatro melhores terceiros colocados. Na sequência, serão disputadas fases eliminatórias: oitavas-de-final, quartas-de-final e semifinal. Os dois clubes que chegarem à decisão terão vaga na A1, a divisão de elite feminina. O Alvinegro luta por isso.

Ser campeão

"Nós estamos no Ceará e o Ceará tem que brigar para ser campeão. Não adianta só participar. Eu não penso assim. Nossas atletas não pensam assim, o clube não pensa assim", detalhou o técnico Orlando Júnior, que jogou profissionalmente no próprio Vovô no início da década de 1990.

O time alvinegro manteve cerca de 50% da base do ano passado. A equipe conta, por exemplo, com a zagueira e capitã Juliana. Outra novidade é a presença da analista de desempenho Raquel Ferreira. Ela jogou com o grupo em 2018. Foi uma das volantes da conquista em âmbito Estadual. Após se formar em educação física, passou a integrar a comissão técnica.

Tricolor

Enquanto isso, o Fortaleza ainda não definiu quem ficará à frente do grupo. Contudo, já tem um projeto encaminhado: "Procuramos um perfil de comissão técnica para um longo prazo, alguém que possa desenvolver um trabalho desde a categoria de base. Já estamos à procura de atletas, inclusive com uma parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC)", indicou Roberto Moreira, diretor de esportes amadores e olímpicos do Leão.

Estreia

No primeiro jogo da temporada, a equipe do Ceará teve um início marcante, vencendo e goleando o Oratório-AP, no último sábado (30). A partida começou com um ritmo lento, com as duas equipes se estudando, mas já demonstrava que o Ceará estava melhor.

O time alvinegro começou jogando de forma tranquila e trocando passes sempre que possível, dominando a posse da bola. As jogadoras do Ceará, contudo, falhavam na hora de finalizar os lances, com alguns chutes para fora.

A meio cambista Jady tentou várias vezes, também, jogadas em velocidade pelo lado direito do ataque. Ela conseguia alguns dribles, mas não conseguia ser efetiva nos cruzamentos para a área buscando a atacante Valéria. Ao Oratório restava apenas tentar explorar contra-ataques em velocidade, mas sempre parava na zaga do Ceará.

O jogo começou a mudar aos 18 minutos do primeiro. A atacante Rhayanna aproveitou um erro de passe da goleira do Oratório e entrou sozinha na área. Com tranquilidade, ela chutou no canto superior do gol e abriu o placar. No segundo tempo, a meia Bebê e a atacante Valéria, duas vezes, marcaram para ampliar a vantagem alvinegra. Na próxima rodada, o Ceará enfrenta o Santa Quitéria, do Maranhão.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte