Fortaleza tem acesso a áudios do VAR, e Marcelo Paz afirma: "foram transparentes e explicaram"

O presidente tricolor participou de reunião nesta quarta-feira (18) com Leonardo Gaciba, chefe de arbitragem

Legenda: Marcelo Paz pediu foco nos próximos jogos do Fortaleza, contra Vasco e Botafogo
Foto: Thiago Gadelha / SVM

O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, se reuniu nesta quarta-feira (18) com Leonardo Gaciba, chefe de arbitragem da CBF, no Rio de Janeiro. O presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, também esteve presente no encontro.

O clube teve acesso às análises e áudios do VAR nos confrontos contra Atlético-GO, Atlético-MG, Fluminense e Athletico-PR, jogos válidos pela Série A, além do duelo com o São Paulo, de ida pelas oitavas da Copa do Brasil.

Em entrevista ao Sistema Verdes Mares, o dirigente afirmou que o encontro "foi esclarecedor e que eles (da Comissão de Arbitragem) foram transparentes e explicaram" lance a lance.

"Tivemos acesso ao registro de todos os jogos, todos os áudios originais de VAR. Fomos olhando diversos lances, jogos, ouvindo os áudios. A meu ver, senti erros contra o Fluminense, na expulsão do Roger Carvalho e nos acréscimos. Os demais são lances de interpretação, que se entende depois de olhar com calma as decisões. Acima de tudo, a gente teve tempo, ouviu, questionou, entendeu, isso contribui para o bem do futebol", afirmou Paz.

O presidente afirmou ainda que é momento de o Fortaleza olhar para os próximos jogos, contra Vasco e Botafogo, sem se deixar abater pelas reclamações.

"A gente não quer ficar na energia de que está sendo prejudicado, do mesmo jeito que anularam o gol do Romarinho, deram o do David. Não podemos só reclamar, é a métrica usada. Sou a favor da verdade. Foi bom ouvir, ver com calma, há uma explicação para todos os lances. Com exceção do lance do Roger e acréscimos.Temos que olhar para frente. Fomos muito bem recebidos", finalizou.

Reclamações do Fortaleza

Jogo: Grêmio 1x1 Fortaleza | 10ª rodada da Série A

  • Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
  • Reclamação: pênalti no início do segundo tempo cometido pelo zagueiro Quintero no atacante Éverton. Na cobrança, Diego Souza marcou e decretou o empate em Porto Alegre (RS).

Jogo: Fortaleza 0x0 Atlético-GO | 13ª rodada da Série A

  • Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)
  • Reclamação: aos 17 minutos do segundo tempo, David cruzou na área e bola sobrou nos pés de Tinga para estufar as redes. A comemoração, porém, foi desfeita. O VAR assinalou toque de braço de Carlinhos na pequena área.

Jogo: Fortaleza 2x1 Atlético-MG | 14ª rodada da Série A

  • Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
  • Reclamação: aos 38 do primeiro tempo, o Fortaleza vencia quando Felipe recebeu novo cartão amarelo e foi expulso. O técnico Rogério Ceni também foi advertido, enquanto o auxiliar Charles Hembert ganhou vermelho.

Jogo: Fortaleza 3x3 São Paulo | oitavas da Copa do Brasil

  • Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
  • Reclamação: o time ficou duas vezes na frente do placar, mas não conseguiu segurar o resultado no fim quando atuou com dois jogadores a menos devido expulsões do goleiro Felipe Alves e do lateral Carlihos.

Jogo: Fortaleza 0x1 Fluminense | 19ª rodada da Série A

  • Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
  • Reclamação: o duelo estava equilibrado na Arena Castelão até o zagueiro Roger Carvalho receber cartão vermelho por falta em Felippe Cardoso após bola recuada na defesa.

Jogo: Athletico-PR 2x1 Fortaleza | 20ª rodada da Série A

  • Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
  • Reclamação: o Leão vencia quando Bergson marcou pela segunda vez, mas o lance foi invalidado pelo VAR. No fim, Renato Kayser marcou para o Furacão em lance contestado pela diretoria tricolor por suposta falta e toque na mão.
Quero receber conteúdos exclusivos de esporte