Fortaleza encara São Paulo tentando coroação de 'semana histórica'

Leão do Pici quer voltar às quartas de final da Copa do Brasil após 19 anos. Maior ídolo da história do time paulista, Rogério Ceni tem a chance de eliminar o ex-clube em pleno Morumbi, que foi sua casa durante 25 anos

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, no último domingo (18), o técnico Rogério Ceni deu o tom. "Nós vamos fazer história, tem que ser uma semana histórica", afirmou o treinador. O ato derradeiro que pode coroar este período ocorre hoje, às 20h30, quando o Fortaleza entrar no gramado do Morumbi para enfrentar o São Paulo, em duelo que pode, de fato, escrever um novo capítulo na trajetória centenária do clube.

O duelo, válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil, pode recolocar o Tricolor pela segunda vez nas quartas da competição. A única oportunidade que o Leão do Pici chegou até esta fase foi em 2001, quando foi eliminado pela Ponte Preta.

Com o empate em 3 a 3 no jogo de ida, ocorrido na Arena Castelão, naquele duelo emocionante que o torcedor se recorda bem, quem vencer no tempo normal avança.

Novo empate por qualquer placar leva a decisão para os pênaltis. Por isso, as duas equipes treinaram cobranças de penalidade na preparação para a partida.

O jogo que abriu o duelo deixou ainda desfalques sérios ao Fortaleza, que não poderá contar com dois jogadores importantes. O goleiro Felipe Alves e o lateral-esquerdo Carlinhos foram expulsos e estão suspensos. Sem muitos mistérios, Max Walef e Bruno Melo são os substitutos.

Bom momento

O primeiro passo para o Fortaleza se aproximar do objetivo é não sofrer gols e, por isso, a aposta é no bom momento que vive o sistema defensivo. O Tricolor é o time que menos foi vazado na Série A do Campeonato Brasileiro (11 gols sofridos em 16 jogos), e não sofreu gols em 18 das 39 partidas que realizou no ano.

Além disso, vive grande fase na temporada, com 11 partidas de invencibilidade, acumulando seis vitórias e cinco empates. Também vem da conquista do bicampeonato cearense, na última quarta-feira (21), derrotando o arquirrival Ceará.

Rogério Ceni

O treinador leonino é, indiscutivelmente, o grande personagem deste confronto. Maior ídolo da história do São Paulo, Ceni nunca venceu o clube paulista como treinador. Até aqui, quatro jogos, um empate e três derrotas.

O roteiro atual, porém, pode ter um desfecho inédito, já que é a primeira vez que encara o ex-clube em uma competição mata-mata. Eliminar o São Paulo em pleno Morumbi, que foi sua casa durante 25 anos, seria histórico. Por isso mesmo ele fez questão de motivar ainda mais os jogadores.

"Nós vamos buscar. Na alma e no coração, com quem estiver melhor, com quem estiver mais descansado, e vamos buscar".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte