Fortaleza avalia elenco de modo positivo e busca mais três reforços

Departamento de futebol tricolor quer aumentar o nível do plantel para seguir com o padrão mesmo em caso de substituição nos jogos da Série A. O técnico Rogério Ceni também pediu contratações e indicou nomes à diretoria

Um elenco em construção, quase pronto. O Fortaleza Esporte Clube faz campanha na Série A do Campeonato Brasileiro melhor que em 2019 - após a 9ª rodada, soma 11 pontos contra 10 do último ano - e a análise interna de desempenho é positiva. A atenção com o mercado existe, a busca por peças também, mas o objetivo é manter o plantel nivelado para a sequência da competição.

O excesso de desgaste, com calendário apertado devido à pandemia de Covid-19, e a possibilidade de realizar cinco substituições motivam as novas contratações. O pedido parte do próprio técnico Rogério Ceni, com a consciência necessária sobre os limites financeiros da equipe.

Powered by RedCircle

"Temos que gastar dentro de um orçamento que caiba no Fortaleza, a pandemia atrapalhou muito, não posso gastar e deixar o Fortaleza endividado. Não posso trazer alguém que fuja ao padrão dos demais na base salarial e que vá gerar situação que não vai ajudar. Estamos atrás de dois ou três jogadores", explica.

No plantel atual, o comandante possui 30 peças à disposição distribuídos entre: goleiros (3), zagueiros (5), laterais esquerdos (2), laterais direitos (2), volantes (7), meias (2), atacantes de lado (5) e centroavantes (4). Como aposta na manutenção do esquema 4-2-4, as características exigidas nos padrões táticos se sobrepõem às posições e mostram maior rotação de determinados jogadores. Assim, as chegadas devem ocorrer principalmente para o meio-campo e os velocistas do ataque.

Para a temporada de 2020, a diretoria tricolor investiu em menos contratações porque priorizou a manutenção dos jogadores que alcançaram o grande desempenho na elite nacional: permanência na elite nacional com 9ª colocação na tabela, vaga na Sul-Americana e título inédito da Copa do Nordeste.

Há a interpretação também de que as peças decisivas mantidas seguem entregando em campo desempenho influente, como Romarinho, Osvaldo e Wellington Paulista. A necessidade de reposição principal veio com a saída de Edinho, que teve proposta recusada para seguir no clube e foi reposto com investimento em David para o ataque.

"O Ceni quer mais jogadores para conseguir o equilíbrio durante os 90 minutos, um time mais nivelado, que mantenha a capacidade técnica mesmo com substituições no segundo tempo. Estamos olhando todo dia com o Cifec (Centro de Inteligência do Fortaleza), e o Rogério nos passou sugestões de nomes. Vamos agilizar esses processos para a sequência", diz o diretor de futebol Daniel de Paula Pessoa.

Baixa futura

O atacante Edson Cariús está próximo de deixar o Fortaleza. O centroavante se despediu dos companheiros e funcionários do clube e tem oferta da Arábia Saudita.

O time cearense já recebeu o documento oficial de proposta do exterior. Acordo deve ocorre em forma de empréstimo com opção de compra fixado para transferência a partir de outubro.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte