Fortaleza aposta na evolução de Fragapane para sequência da Série A

Atacante chegou ao Pici por empréstimo do Talleres, da Argentina, e tem se firmado como opção ofensiva de Rogério Ceni na etapa final das partidas

Legenda: Franco Fragapane busca seu espaço no ataque do Fortaleza
Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza EC

Um investimento de muita expectativa, estudo e com resultado em andamento. A chegada do atacante argentino Franco Fragapane no Fortaleza é avaliada como uma contratação de peso para a sequência da Série A do Campeonato Brasileiro, e a projeção da comissão técnica é de ampliação dos minutos em campo e papel de protagonista com a camisa tricolor.

Desde a chegada ao Pici, em agosto, o atleta tem entrado nas partidas sempre na etapa final. Ao todo, em seis atuações, tem média de 15 minutos por jogo. Os adversários em questão foram: São Paulo, Goiás, Bragantino, Ceará, Flamengo e Internacional.

Powered by RedCircle

O prazo em sequência envolve o trabalho na parte física. Ao ser emprestado, quanto defendia o Talleres/ARG, o jogador tinha participado de um confronto apenas no dia 15 de março, seis meses antes. Aliado ao aspecto há também a compreensão tática do sistema do Fortaleza, cujo esquema fixado é o 4-2-4.

"O Fragapane entrou bem melhor no jogo (do Inter), então já começa a compreender mais ou menos o estilo de jogo e passa a ser mais uma peça que você possa contar. Isso é muito importante, um jogador que você consegue inserir no contexto de jogo para agregar valor, porque estamos no limite financeiro e não podemos errar nem trazer alguém que não some", explicou o técnico Rogério Ceni.

Nas características individuais, Franco foi utilizado do lado esquerdo e direito do ataque. Velocista, também sabe flutuar pelo meio-campo e tem no passe um dos fundamentos mais aprimorados. Pelas situações em que foi escolhido para entrar, teve como missão explorar os espaços adversários e acelerar a transição ofensiva renovando o fôlego no último terço, em setor ocupado por David, Romarinho, Osvaldo e Yuri César.

"Tem alguns jogadores que são especiais para nós, os quatro velocistas, cinco agora, com o Fragapane. Ele está voltando melhor agora e precisa entender que ele não foi contratado para ser coadjuvante, mas ser o jogador, como é o Osvaldo, como é o Romarinho, como é o Yuri, ele tem que ser determinante no jogo, por isso foi contratado", ressaltou o comandante tricolor.

A ausência do gol é algo amenizado desde que haja entrega tática para Ceni. Apesar da amostra pequena, Fragapane acertou 84% dos passes efetuados e teve 50% dos dribles bem sucedidos - em dados do site de estatística SofaScore. Com maior confiança e compreensão das funções exigidas, a tendência é de mais participações nas situações da competição nacional.

Análise de mercado

Fragapane é fruto do trabalho desenvolvido pelo Centro de Inteligência do Fortaleza (Cifec). O atacante está no radar do clube há um ano, com contato para contratação já no ano de 2019.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte