Fortaleza acerta renovação com jogadores e aguarda Ceni para reforços: "tudo passa por ele"

Clube confirmou a extensão de vínculo com Felipe e Max Wallef, ambos a pedido do técnico

Com as férias dos jogadores decretadas após o término da Série B, o planejamento do Fortaleza passa por um problema para 2019: Rogério Ceni. O presidente tricolor, Marcelo Paz, está em São Paulo para negociar diretamente como o dirigente, que já teve contrato apresentado para seguir no Pici, mas restam detalhes a serem acertados no contrato.  

Em meio às indefinições, quem estendeu seu contrato foi Felipe. Utilizado como lateral ao longo de duas temporadas, o atleta formado na base tricolor ganhou papel de destaque com Ceni. Atuando como volante, o jogador cresceu de rendimento, distribuiu assistências e ainda marcou cinco gols no Brasileirão.

Legenda: Destaque no meio-campo, volante Felipe estendeu vínculo até 2021
Foto: Foto: JL Rosa

Natural de Maranguape, o cearense de 24 anos renovou até 2021, evitando quaisquer sondagens de clubes da elite do futebol brasileiro e até do exterior. Ao todo, foram 42 partidas nesta temporada.

Outro que segue no Leão é o arqueiro Max Walef. Reserva de Marcelo Boeck, o jogador apresentou boas atuações quando exigido, estando em campo na partida que sacramentou o título nacional diante do Avaí, e fica no Fortaleza até 2020. Segundo o diretor de futebol tricolor, Daniel de Paula, ambos foram efetivados a pedido do próprio Rogério Ceni durante a Série B. 

"Foram duas renovações pontuais solicitadas pelo Ceni antes mesmo do término da Série B. São jogadores do clube, formados com a gente. Independente da permanência de Ceni ou da chegada de um novo treinador, são atletas que servem para o nosso elenco, fizeram uma grande temporada", declarou.

A chegada de novos nomes também passa pela definição de Ceni. Entre os cotados para permanência está Nenê Bonilha, que chegou devido a negociação direta do clube e os empresários do atleta. No entanto, Daniel de Paula reforçou os próximos passos do Fortaleza passam pela renovação com o técnico, que tem total autonomia sobre o elenco.

"Nosso interesse é a permanência dele. Esperamos que os pontos se acertem porque nosso planejamento passa por ele. Não há nenhuma lista de empréstimos ou negociações. A situação de um nenhum jogador vai ser definida", finalizou.

Despedidas

Nas últimas semanas, alguns atletas encaminharam a saída do Tricolor. Sem o centroavante Gustavo, que retornou ao Corinthians depois de 30 gols na temporada, o time também perdeu o meia Dodô, que encerrou empréstimo e vai se apresentar no Atlético/MG para 2019.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Hoje parei pra pensar no que fizemos nesta temporada e só consigo pensar no orgulho que tenho de fazer parte dessa família! Quero agradecer ao @fortaleza por esse ano tão especial, de dedicação, de luta e de muito aprendizado. Jamais esquecerei do que vivenciei aqui e do que conquistamos JUNTOS. Conseguimos colocar nosso nome na história do clube e dar ao torcedor o que ele tanto merecia em um ano tão especial como é um centenário. O Fortaleza vai estar sempre no meu coração, nas lembranças de um grupo muito forte e sempre unido, incansável. Obrigado aos meus companheiros de equipe, à comissão técnica, diretoria, funcionários do clube e, especialmente, a cada torcedor por todos os momentos que passamos juntos. A partir de agora, sou mais um tricolor apaixonado pelo Leão, por onde quer que eu passe. Valeu, Fortaleza! Tamo junto ⚪️

Uma publicação compartilhada por Raphael Guimaraes De Paula (@raphael_dodo) em

Quem também está se despedindo são os volantes Anderson Uchôa e Jean Patrick, que não tiveram vínculo renovado pela diretoria. O primeiro meio-campista disputou apenas oito jogos, sendo todos pelo Campeonato Cearense. Já o segundo chegou a ser titular nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, mas uma lesão no púbis impediu a sequência no plantel, encerrando sua passagem na equipe com 18 partidas e um gol.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte