Ferroviário visita o Paysandu para se reaproximar do G-4 na Série C

Vindo de duas derrotas e dois empates, o Tubarão da Barra do Ceará precisa de vitória contra o Papão fora de casa para manter suas chances de retornar ao G-4 do Grupo A na Série C do Brasileirão nas rodadas finais

Legenda: O Ferroviário precisa vencer para continuar com chances de classificação na Série C do Brasileiro
Foto: CAMILA LIMA

O Ferroviário novamente está pressionado na reta final da 1ª fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (22), visita o Paysandu, 4º colocado no Grupo A e adversário direto na briga por vaga no G-4, no Estádio Mangueirão, a partir das 18 horas.

Restam apenas três vagas no grupo para a próxima fase, visto que o líder Santa Cruz tem dez pontos de vantagem para o vice, o Remo. Portanto, o duelo de hoje é decisivo para o Tubarão da Barra, sem triunfos há quatro partidas, com apenas um gol marcado.

Os três pontos que distanciam o Papão (22) do time cearense (19) dão esperança ao Ferrão nas três rodadas restantes no Campeonato. Em caso de derrota, a equipe comandada por Marcelo Vilar precisa vencer os últimos dois confrontos (Imperatriz e Santa Cruz) e torcer por tropeços do Manaus (4º), Paysandu (5º) e do Vila Nova (3º).

A situação é bem semelhante à temporada passada, quando o Ferroviário dependia de uma vitória sobre o Confiança no duelo final da fase de grupos para se classificar. A expectativa na Barra do Ceará é para que o cenário não se repita neste ano, mas o desempenho durante o empate com o Jacuipense na semana passada não dá confiança à torcida coral.

Já o Paysandu vem numa crescente na 3ª divisão, com uma sequência de cinco jogos invictos e apenas um gol tomado pelo time paraense, treinado por João Brigatti.

Ansiedade

Para Diego Lorenzi, volante coral, antecipar a ansiedade pelas duas últimas rodadas não é saudável. O foco está 100% no embate contra o Papão. "Se tivéssemos feito pelo menos o dever de casa, com duas vitórias, estaríamos em uma posição completamente diferente. Isso gera um incômodo muito grande. Não temos que encarar os três últimos jogos. Não temos que pensar no Imperatriz e no Santa Cruz, temos que pensar no Paysandu. Porque, se não fizermos o dever, praticamente zeram as chances de classificação, e não temos porque pensar em outros times. Vamos para esse jogo como o da nossa vida no campeonato", afirmou o atleta.

Willian Lira, atacante do Tubarão, marca o duelo como o da virada na competição para o Ferroviário. "A gente vem conversando bem, tentando acertar a defesa e o ataque. Não adianta fazer gol e tomar e não tomar e não fazer. Todos os últimos jogos vêm sendo decisões. É um jogo que pode virar a chave para nós".

O treinador Marcelo Vilar não contará com três atletas que seguem em tratamento. O lateral-direito, Gabriel Cassimiro, com lesão no menisco, o volante Jorginho, com contusão na panturrilha e o meia Caíque com tendinite patelar, desfalcam a equipe. Já o zagueiro Willian Machado está suspenso e não foi relacionado.

Ficha Técnica:
Série C do Brasileiro - 16ª rodada
Mangueirão, em Belém (PA) 
22 de Novembro - 18h

Paysandu
Paulo Ricardo, Tony, Perema, Micael, Bruno Collaço, Anderson Uchoa, PH, Juninho, Nicolas, Marlon, Elielton. Técnico: João Brigatti 

Ferroviário
Nicolas, Vitão, Jean, Marcelo Amaral, Madson, David, Diego Lorenzi, André Mensalão, Adriano Paulista, Esquerdinha, Willian Lira. Técnico: Marcelo Vilar

Árbitro: Leonardo Sígari Zanon - PR; Transmissão: Rádio Verdes Mares e tempo real do Diário do Nordeste 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte