Ferroviário se despede da Série C em 2020 contra o líder Santa Cruz

A goleada por 7 a 0 sobre o já rebaixando Imperatriz na rodada passada assegurou a permanência na Série C em 2021 e impediu maiores decepções com a chance de ainda poder cair na 18ª e última rodada da competição

Legenda: O time coral se despede hoje da Série C em jogo pela última rodada da 1ª Fase contra o Santa Cruz
Foto: KID JUNIOR

Dois dias após a vitória, o clube coral anunciou o desligamento do técnico Marcelo Vilar e do executivo Jurandir Júnior. O auxiliar Totonho assume o comando da equipe à beira do campo. Além deles, o lateral-direito Neilson foi liberado para se unir ao América/RN.

"Vamos manter o mesmo time que jogou a última partida. Só o Mensalão que vai entrar no lugar do Caíque. Daremos continuidade ao trabalho do Marcelo", declarou Totonho antes do duelo. Gabriel Cassimiro e Caíque  desfalcam o grupo titular por lesão e por dores na coxa, respectivamente.

O meia Esquerdinha lamentou a falta de competitividade da equipe na competição e reclama do fato de terem sido obrigados pela CBF a mandar três de suas partidas no Domingão, em Horizonte, em um gramado com condições ruins.

"Temos que terminar esse jogo com honra, tentar conseguir um bom resultado e honrar a camisa para terminar digninamente a Série C. É um jogo de grandes equipes do Nordeste. Sabíamos que nosso time tinha condições de chegar a mais pelo nível da competição. Infelizmente, não aconteceu. O fator campo em casa prejudicou um pouco a equipe, que é técnica e acabou prejudicada pelo campo. Espero que ano que vem tenhamos sucesso", afirmou o atleta coral.

O Tubarão teve uma campanha semelhante à da temporada passada, quando começou bem a campanha mas caiu de rendimento na reta final e fechou a Série C com 25 pontos, dependendo de um triunfo sobre o Confiança na rodada final para garantir a classificação. O amargo empate por 2 a 2 foi um balde de água fria para quem tinha a Série B como sonho alcançável.

Em 2020, o Ferroviário também inicou em boa fase, com apenas um derrota nos seis primeiros jogos. Porém, engatou sequência de cinco duelos sem vitórias a partir da 12ª rodada e viu seus adversários diretos o ultrapassando.

Os 25 pontos podem ser alcançados novamente em caso de vitória contra o Snata Cruz, líder isolado com 36 pontos, mas que apertou o freio depois de assegurar a liderança ao fim da 15ª rodada. A sequência de 10 jogos de invencibilidade, com sete triunfos consecutivos, foi quebrada com duas derrotas seguidas diante da Jacuipense e do Manaus.

O alerta contra o time cearense já está ligado, de acordo com omeia Didira do Santinha.

"As equipes viam a forma que a gente vem jogando e sabiam que jogando aberto não ia ser fácil pra eles. Acabaram jogando fechadinhos e por uma bola. Na próxima fase, vai ser dessa maneira. Nesse último jogo na fase classificatória, sabemos que a equipe do Ferroviário pode vir dessa forma", falou o jogador.


FICHA TÉCNICA

Santa Cruz

Maycon, Cleiton, Toty, William Alves, Danny Morais, Perí, Jáderson, Paulinho, Chiquinho, Didira, Jeremias e Pipico. Técnico: Marcelo Martelotte

Ferroviário

Nicolas, Mathaus, Vitão, William Machado, Madson, Diego Lorenzi, Lucas Hulk, André Mensalão, Esquerdinha, 
Luiz Henrique e William Lira. Técnico: Totonho

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte