Felipe Alves fica na bronca com o VAR: "mais uma vez prejudica um time do Nordeste"

Goleiro tricolor reclamou do lance de pênalti marcado a favor do clube carioca aos 37 da segunda etapa

Legenda: Árbitro Paulo Roberto Alves Júnior checando lance no VAR.
Foto: Foto: Thiago Gadelha / SVM

Após a derrota de virada por 2 a 1 para o Flamengo, na noite desta quarta-feira (16), Felipe Alves, goleiro do Fortaleza, criticou a arbitragem na marcação de pênalti a favor do clube carioca. No lance, o juiz Paulo Roberto Alves Júnior foi chamado pelo VAR para checagem de um lance entre Rodrigo Caio e Juan Quintero dentro da área tricolor. Após verificar, o juiz da partida assinalou penalidade para o rubro-negro, marcando mão do zagueiro tricolor. O pênalti foi convertido por Gabigol aos 37 da segunda etapa.

"É um sentimento ruim porque mais uma vez o VAR beneficia um time do Rio de Janeiro e prejudica um time do Nordeste. Não é a primeira vez, isso vem acontecendo desde o começo da competição. O Marcelo Paz já se prenunciou diante disso. Não é a primeira nem segunda nem terceira vez, acho que é a quarta ou quinta que o VAR age contra uma equipe do Nordeste. É difícil", lamentou o goleiro leonino.

O Fortaleza, que entrou com uma equipe alternativa, saiu na frente do marcador com gol de pênalti marcado por Bruno Melo aos 15 minutos. Também de pênalti, aos 37, Gabigol deixou tudo igual no Castelão. Mas, aos 43, de cabeça, Reinier virou para o time visitante.

"Você se entrega, você tenta retribuir o que a torcida faz pelo clube, que é sensacional, mas diante de coisas que a gente não controla, fica difícil. É um sentimento de que a gente não pode fazer nada porque a gente está sendo conduzido por uma máquina e pessoas de fora do campo, então é difícil. Não tem nem o que falar sobre isso", finalizou Felipe Alves.