Felipe Alves comenta possibilidade de pênaltis e pede "frieza e coragem" para vencer Independiente

Placar de 1 a 0 para o Tricolor leva a decisão da partida para as penalidades

Legenda: Felipe Alves confiança em qualidade do Fortaleza para derrotar o Independiente.
Foto: Foto: Lucas Catrib / SVM

Dois dias antes do Fortaleza entrar em campo em pelo jogo que pode se concretizar no maior momento de sua história centenária, é natural que os nervos estejam à flor da pele. No entanto, não é esse sentimento que carrega Felipe Alves. Conhecido como "homem gelo", o goleiro tricolor sobre posse a possibilidade da decisão diante do Independiente ser resolvida nas penalidades e pediu "frieza e coragem" para passar de fase pela Sul-Americana. O Leão encara o Independiente, às 21h30 desta quinta-feira (27),  na Arena Castelão.

"Os linhas de frente são os principais responsáveis, têm mais intimidade nesse aspecto. Tem quatro ou cinco batedores. Wellington Paulista, Juninho, Edson Cariús. Não treino (cobranças de pênaltis), mas essa semana provavelmente vamos treinar porque tudo pode acontecer. Se for preciso, bato (pênalti) sim, sem problema alguma. Mas tem o pessoal da linha de frente que é especialista nessa área e espero que tudo possa ocorrer bem e que a gente possa ser mais competente. É uma questão de personalidade, coragem e frieza", argumentou o goleiro leonino.

Derrotado na Argentina por 1 a 0, o Leão precisa que o placar seja o mesmo da ida, mas desta vez a seu favor, passar que possa decidir a classificação nas penalidades. Sofrendo um gol, será um desafio maior ainda para a equipe de Rogério Ceni: fazer três contra a equipe Roja.

"A gente sabe que um gol tomado vai fazer com que a gente tenha que fazer três (gols). Mas toda partida que a gente entra é com o intuito de não levar gols. Essa vai ser uma partida bastante difícil e com esse mesmo pensamento de não levar gols para que a gente possa fazer e sair quinta-feira classificado. Mas, dentro de um contexto geral e enfrentando uma grande equipe como a que iremos enfrentar, tudo pode acontecer e temos de estar preparados para não tomar gol e, se caso tomar, ter tranquilidade para poder reverter porque fazer três gols não é impossível jogando na intensidade que a gente joga", afirmou Felipe.

Com a parte visitante completamente tomada nas arquibancadas em Avellaneda, o arqueiro leonino acredita que a energia da nação tricolor será essencial para empurrar o time em busca do resultado e, consequentemente, da classificação rumo à segunda fase da disputa sul-americana.

"Eu acredito muito que faz toda diferença sim jogar em casa, principalmente um time que tem a torcida que o Fortaleza tem. Que nunca decepciona, sempre surpreende com mosaicos, cantos e o tempo todo, independente do resultado, sempre apoia. Na Argentina foi uma prova. Acho que nunca teve tanto torcedor de uma equipe (vistante) lá na casa do Independiente. Nosso torcedor está de parabéns pelo que vem fazendo. É desde quando eu cheguei, não é um ou outro jogo em especial, são todos os jogos. Isso é muito bacana. Eu acredito muito na força do torcedor, no quanto ele é capaz de nos incentivar e nos transmitir essa energia para a gente possa buscar algo a mais, caso precise. Toda energia positiva e toda torcida a nosso favor acaba nos ajudando nesse momento da competição", disse.

Sem poder contar com Juan Quintero, expulso no jogo do dia 23, Felipe Alves lamenta a ausência do capitão não só pela sua qualidade técnica, mas postura de líder que tem entre os demais do grupo. No entanto, o goleio do Tricolor de Aço acredita que Rogério Ceni fará a escolha certa para que o substituto do colombiano não deixe que sua falta seja sentida durante o duelo entre brasileiros e argentinos em solo cearense. Além João Paulo Jackson, Bruno Melo e Michel, que já atuaram improvisados na posição, são as opções para o técnico.

"É o capitão do time, um cara que tem uma liderança individual que acaba levando o resto do time com ele. Se eu não me engano, ano passado foi o jogador que mais jogou com a camisa do Fortaleza de titular. Vai fazer falta sim, mas temos atletas à altura para suprir a falta dele nesse jogo. Tenho certeza que o Rogério vai saber escolher a melhor opção para esse jogo. Temos várias opções para o lugar dele. Estamos treinando com vários tipos de alternativas. O Rogério é um cara inteligente, vai saber colocar a peça certa para mantermos nosso sistema e focar nesse jogo, que é o mais importante do ano, e vamos fazer de tudo para avançarmos na competição", finalizou o goleiro.

Na quinta-feira (27), Fortaleza recebe o Independiente, na Arena Castelão, pelo jogo de volta da 1ª fase da Copa Sul-America.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?