Ex-Ferrari, Ross Brawn prevê "combinação explosiva"

Apesar do talento evidente, Vettel e Leclerc não têm se entendido bem

Legenda: Vettel e Leclerc podem entrar em rota de colisão na Ferrari
Foto: Dimitar Dilkoff/AFP

Com a experiência de ter trabalhado na Ferrari por 10 anos, Ross Brawn aconselhou a equipe italiana ao pedir cuidado com a "potencial combinação explosiva" nos atritos recentes entre os pilotos Sebastian Vettel e Charles Leclerc na temporada 2019 da Fórmula 1.

"A Ferrari fez obviamente muito progresso nas últimas semanas, mas ainda precisa lidar com algumas questões internas em termos de equilíbrio entre os pilotos", comentou Brawn, em sua análise do GP da Rússia, no fim de semana, em Sochi. "É uma potencial combinação explosiva e exige cuidado no trato".

Brawn se refere às recentes rusgas entre os pilotos. O conflito se tornou aberto na Rússia, quando Vettel claramente desobedeceu às ordens da equipe no planejamento prévio da corrida. Pelo acerto entre o time e os pilotos, o pole position Leclerc cederia sua posição ao alemão, terceiro colocado no grid, logo na largada para evitar qualquer surpresa por parte do rival britânico Lewis Hamilton, que partiu do segundo posto.

Leclerc cumpriu o combinado, mas Vettel não devolveu a posição da liderança para o companheiro de equipe nas primeiras voltas da prova. Exibindo melhor ritmo, ainda abriu vantagem e até teve boas chances de vitória, não fosse uma pane mecânica que o tirou da corrida. Para piorar, o abandono do alemão forçou o safety car, o que acabou favorecendo Hamilton, vencedor da corrida.

Para Brawn, a Ferrari conta com uma forte dupla de pilotos, com chances de fazer bonito nesta e nas próximas temporadas. Mas, para dar certo, o entrosamento interno terá que ser bem trabalhado pelos atuais dirigentes. Brawn foi um dos principais líderes do time italiano entre 1997 e 2006, época de ouro da Ferrari, quando o alemão Michael Schumacher faturou cinco títulos mundiais.

"Em uma mão, eles contam com um tetracampeão, que ainda é um dos melhores pilotos do grid, apesar dos erros que cometeu nas últimas duas temporadas. E, na outra, eles contam com um talento incrível de Charles Leclerc. Você não conquista seis poles, sendo quatro em sequência, e vence duas corridas, em circuitos lendários, como Spa e Monza, se não for uma estrela em ascensão", comentou.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte