Estado de emergência de Tóquio, sede das Olimpíadas, é retirado pelo governo do Japão

Com pouco menos de 17 mil casos registrados da Covid-19, o número de infectados vem caindo progressivamente no país

Legenda: A decisão, porém, não garante que os Jogos vão ocorrer em 2021, como revelou o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach
Foto: Foto: Philip Fong/AFP

O primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou nesta segunfa-feira (25) que a capital, Tóquio, não está mais em estado de emergência devido à pandemia da Covid-19. A sede das Olimpíadas de 2020, remarcadas para 2021, vai passar pelo processo de reabertura dos setores após quase dois meses.

Os números de infectados pelo novo coronavírus vem caindo progressivamente no Japão, que registrou mais de 16 mil casos da doença além de 820 mortos. 

"Tínhamos um critério muito rígido para retirar o estado de emergência. Julgamos que alcançamos esse critério. Nesta segunda-feira nós retiramos o estado de emergência em todo o país. Em apenas um mês e meio, nós praticamente colocamos a situação sob controle", disse o primeiro ministro japonês.

Entretanto, a reabertura não garante que os Jogos ocorram, remarcados para  23 de julho a 8 de agosto do próximo ano. O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, afirmou na última semana que as Olimpíadas podem ser canceladas caso a pandemia não fosse controlada.