Escola de Brutamontes: entenda a metodologia física utilizada no elenco do Ceará

Clube prioriza os trabalhos de força e tem o desenvolvimento corporal como meta no plantel

Fabinho realiza corrida com peso em treino do Ceará
Legenda: O Ceará realiza treino de força uma vez por semana para qualificar o elenco
Foto: divulgação / Ceará

O elenco do Ceará evoluiu em vigor físico nas últimas temporadas. Com identidade tática consolidada, o staff do clube aprimora a força e a resistência dos atletas de modo periódico e trabalha o quesito como meta. “É a Escola de Brutamontes”, brincou o presidente Robinson de Castro.

O processo é externado na apresentação visual dos jogadores. O volante Fernando Sobral, por exemplo, conquistou carga corporal desde a chegada em Porangabuçu, em 2018. O caso é um dos desenvolvidos através da metodologia utilizada pelo Centro de Saúde e Performance (CESP).

No conjunto das ações, os setores integrados de fisiologia, fisioterapia, nutrição e médico coordenam um diagnóstico nas valências do jogador e incluem atividades específicas de força. O suporte é orientado em clubes de grandes centros mundiais, como o Bayern de Munique-ALE e o Milan-ITA.

Montagem com fotos de Fernando Sobral pelo Ceará
Legenda: O volante Fernando Sobral foi um dos atletas que melhor se desenvolveu fisicamente
Foto: Ceará / SVM

Metodologia de força do Ceará

  • Treino semanal de força na academia
  • Monitoramento diário da performance com banco de dados
  • Diagnóstico das valências e trabalhos específicos para evolução
  • Exercícios voltados para os déficits em campo
  • Protocolos para aquisição de massa pré-treino e pós-treino
  • Acompanhamento fisiológico, nutritivo, fisioterápico e ortodôntico

No aspecto geral, treinamentos técnicos, táticos e os jogos não fornecem uma sobrecarga neuromuscular necessária para evolução. Com a inclusão dos treinos de força, o Ceará consegue ampliar o reequilíbrio muscular, a recuperação da fadiga e a prevenção de lesões musculares.

“Os atletas que estão a mais tempo nessa metodologia adquirem mais performance, como Sobral e Luiz Otávio. São nomes que passam por todos os processos dentro do clube, desde a nutrição até fisiologia. Eles ganham força no clube. Os (reforços), sentem no começo, porque a gente trabalha muito, mas quando ganham esse lastro físico, mostram em performance”, explicou o fisiologista Giovanni Ramirez.

Vina é o principal destaque do Ceará na temporada
Legenda: Vina foi o principal destaque do Ceará na temporada 2020
Foto: Raul Pereira / Foto Arena / Estadão Conteúdo

O investimento na metodologia de força foi intensificado em 2018 e segue presente no orçamento, com aquisição de equipamentos, infraestrutura e tecnologia. O meia Vina, por exemplo, utilizou o Kineo, uma máquina de carga inteligente adotada por Chelsea-ING e Barcelona-ESP.

Outro atleta importante, Fernando Sobral recebeu um trabalho específico de nutrição no clube. Com câimbras apresentadas após sequência de partidas, recebeu uma readequação alimentar, com dieta individualizada, e encerrou a problemática. Na última temporada, somou 55 partidas.

Decisão coletiva

Guto Ferreira, de máscara, conversando com o elenco do Ceará
Legenda: O técnico Guto Ferreira está no Ceará desde a temporada de 2020
Foto: Israel Simonton/Cearasc.com

A sistemática de testes fisiológicos no elenco alvinegro é diário. Após a avaliação, o staff se reúne e traça as atividades individuais. Na chegada ao clube, os atletas preenchem as escalas de dados e são submetidos para o exercício, com orientação dos profissionais do CESP.

Há um repertório de exigências cumprido semanalmente. Os atletas devem chegar uma hora antes do treino e iniciar protocolos específicos prévios e posteriores às atividades no gramado. As tarefas são discutidas também com a comissão técnica, detalhadas ao técnico Guto Ferreira.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte