Enderson revela frustração com demissão em 2019, mas garante aprendizados para retorno ao Ceará

"É preciso ter humildade para avaliar e reavaliar", destacou o treinador em sua apresentação

Legenda: Enderson Moreira iniciou 2020 com vitória no Ceará
Foto: Foto: Camila Lima

Enderson Moreira voltou ao Ceará da melhor forma possível: com vitória. O triunfo por 2 a 1 sobre o Bragantino-PA garantiu ao alvinegro a classificação à 2ª fase da Copa do Brasil e deu tranquilidade ao comandante no início do trabalho. Trabalho este que será realizado com maior maturidade, que o treinador garante ter adquirido no retorno ao Alvinegro.

"Esse retorno vem mais por um sentimento que eu tenho de poder realizar um trabalho com início, meio e talvez o fim. Com relação a primeira passagem, a gente aprende sempre. Aprendemos com as derrotas, com as vitórias. É preciso ter humildade para avaliar e reavaliar tudo o que está sendo feito. Precisamos ter essa cabeça para visualizar coisas melhores. A equipe precisa estar em constante aprimoramento", destacou Enderson em sua apresentação oficial, que ocorreu na manhã desta quinta-feira (13).

O treinador ainda revelou frustração com a demissão em 2019, quando deixou o clube após 22 jogos no Campeonato Brasileiro.

"Pegamos uma sequencia de jogos difíceis. Em determinado momento teve a ansiedade de querer que a coisa acontecesse rapidamente, principalmente com essa questão da Série A que não se pode passar muito tempo sem pontuar. Houve a troca, eu particularmente fiquei muito triste porque queria ter oferecido mais para o Ceará, para o torcedor. Eu me senti frustrado também, apesar de ter que tinha consciência que estava fazendo um bom trabalho, com consistência. A equipe dava demonstração de bom nível de jogo", revelou.

Enderson elogiou o elenco do Vovô e garantiu que, mesmo com pouco tempo disponível para treinar entre um jogo e outro, o grupo de jogadores tem capacidade de desenvolvimento.

"Temos um grupo de jogadores inteligente que com poucas intervenções podemos criar um padrão. No jogo contra o Bragantino-PA eu gostei de muita coisa que foi apenas falada. Alguma coisa foi mostrada dentro de campo, outras a gente só comentou. Eles conseguiram eles conseguiram executar com um nível muito bom, mesmo com a dificuldade do campo".

Veja outros trechos da entrevista de Enderson Moreira

CURSOS REALIZADOS E VIAGEM
"Sempre aprendo. Sempre vejo coisas novas. Gostei de fazer a viagem (para a Europa) mais a trabalho e estudar um pouquinho. Foi momento de focar em cima do futebol. Ver o que está sendo feito. Participei do curso da CBF da licença PRO no final do ano, foi um momento de focar no futebol e discutir com os colegas."

SEQUÊNCIA SEM VITÓRIAS EM 2019
"A Série A é uma competição muito difícil, a gente enfrenta clubes com muito mais investimento. Eu lembro o jogo do Flamengo e perdemos de 3 a 0. Criamos situações, tivemos posse de bola, finalizamos mais, mas jogamos contra uma grande equipe, que numa situação de desatenção eles saíram com o resultado. Acho que não conseguimos avançar um pouco e em determinado demos uma estagnada, não conseguíamos criar outras possibilidades. Usamos bem o elenco, de todas as formas, mas a coisa não andou. Acho que a gente fez um bom trabalho com resultados aquém do que produzíamos."

FOCO NO BAHIA
"É uma competição traiçoeira, difícil, para se recuperar precisa apostar muito, o Bahia (próximo adversário do Ceará) é muito bem montado, forte, com investimento alto, e a gente precisa do resultado com pouco tempo. Nem tudo vai sair do jeito que eu penso, mas precisamos ter consistência para fazer um bom jogo."

IMPORTÂNCIA DO TORCEDOR
"Precisamos do torcedor, sei que ano passado ele saiu bem frustrado com os resultados, mas precisamos unir forças. Precisamos fazer que o Ceará esteja acima de tudo. Vamos ter dificuldade nessa primeira parte, mas precisamos do incentivo do torcedor."

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte