Enderson Moreira exalta vitória sobre Palmeiras e avisa: "Não existe adversário imbatível"

Vovô quebrou a invencibilidade de 33 jogos da equipe paulista no Brasileirão

Legenda: Técnico alvinegro em coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, no último sábado (20).
Foto: Foto: Fabiane de Paula / SVM

Entrevistado especial no programa Seleção do Sportv, na tarde desta segunda-feira (22), Enderson Moreira exaltou a vitória por 2 a 0 do Ceará sobre o Palmeiras, na Arena Castelão, comentou sobre a quebra de invencibilidade de 33 jogos da equipe paulista no Brasileirão e afirmou que não há time que não possa ser vencido.

"O que sempre prego é que a gente possa viver cada jogo da melhor forma possível. Não existe jogo fácil, jogo impossível de ser vencido ou adversário imbatível", declarou o treinador do Alvinegro de Porangabuçu.

Com bons resultados após a parada da Copa América no Brasil, vencida pela Seleção Brasileira, Enderson acredita na evolução de sua equipe com a continuidade da disputa.

"Nossa equipe voltou muito forte dessa parada. Temos uma expectativa muito grande que a equipe ainda possa melhorar muito mais depois da sequência de jogos. Os atletas ainda vão melhorar nessa questão técnica. São partidas muito difíceis. Estamos vivendo um monte de crescimento, mas sabemos que a qualquer instante a gente pode ter um momento mais complicado. O mais importante é que a gente possamos estar sempre concentrados, viver um jogo de cada vez", disse o técnico do Vovô."

Apesar de muito feliz pelo resultado sobre os palmeirenses, o treinador já pensa na próxima batalha da equipe na elite do futebol brasileiro, quando irá até o Sul do País enfrentar o Internacional, atual quinto colocado com 17 pontos. Uma vitória faria a equipe cearense igualar o time gaúcho na pontuação e passaria à frente na tabela pelo saldo de gols.

"Estou muito feliz com os três pontos, mas já estou pensando no jogo contra o Internacional. Jogar contra o Inter é sempre difícil em qualquer situação. Conheço bem a força da torcida deles, do clube, da capacidade dos atletas, no trabalho do Odair (técnico colorado)", finalizou.