Elas no Esporte: superação e o amor ao atletismo levam 4 atletas em busca de um sonho

O longa “4 x 100 – Correndo por um sonho” estreia em junho nos cinemas

Legenda: Podcast Elas no Esporte entrevistou a produtora e atriz, Roberta Alonso, do longa-metragem 4x100 Correndo por um sonho
Foto: Divulgação

O que pode unir mais as pessoas? Uma situação de tragédia, pelas consequências da dor? Ou a conquista de um sonho?

Situações distintas, inseridas no dia a dia e que serão retratadas no longa “4x100 Correndo por um sonho”.

Através do amor pelo atletismo, mulheres tiveram que superar a dor de uma eliminação proposital, em busca do ouro olímpico. A narrativa conta a história de Adriana (interpretada Thalita Carauta), Maria Lúcia (Fernanda Freitas), Rita (Roberta Alonso), Bia (Priscila Steinman) e Jaciara (Cintia Rosa). Em 2016, elas perderam a chance de vitória nos jogos Olímpicos do Rio, após Maria Lúcia, por um descuido, deixar o bastão cair, após o esforço da parceira Adriana. As consequências dessa eliminação trouxeram situações distintas: a Maria responsável pela eliminação seguiu brilhando no atletismo e na mídia; já Adriana viveu frustrada em pequenas lutas de MMA. “Conversamos com atletas que disputaram o atletismo e elas relataram sobre situações semelhantes. O revezamento é um trabalho coletivo. Depende do apoio e da responsabilidade do grupo”, ressaltou Roberta Alonso, produtora e atriz.

Powered by RedCircle

Depois de cinco anos, um novo desafio reuniu as atletas: Olimpíadas de Tóquio 2021 e a oportunidade de superar e reverter a situação com a conquista do ouro, provar que a corrida por um sonho pode ser mais forte que a dor causada por uma eliminação. “Hoje eu sinto que correr atrás de um sonho pode unir mais as pessoas, até a conquista. Não desistir, é o primeiro passo, superar as desavenças, é outro caminho para garantir êxito.” Concluiu Roberta.

A trama fictícia, (gravada antes da pandemia) reuniu relatos e vivências de algumas atletas do atletismo, as cenas foram gravadas também em Tóquio, local das Olimpíadas de 2021. A ideia da trama será relatar sonhos compartilhados entre um grupo de mulheres que dedicam a sua vida ao esporte. “Eu sempre fui uma esportista, sempre gostei de esporte, frequentei ambientes esportivos com atletas, tive uma relação com atletas, e eu ficava encantada com a história de vida dessas pessoas. Nossa, isso precisa ser contado aqui no Brasil, porque fora eu assistia  a muito filme do Stallone… Rock I...III…. Eu achava o máximo porque emocionava de um jeito e aqui no Brasil nós temos esse amor também. A gente para  assistir a uma olimpíada...Imagina se fosse um filme?” Finalizou.

O produtor Caio Gullane apoiou a iniciativa por enxergar no atletismo a importância do trabalho em grupo e superar os problemas, principalmente pessoais, em busca de um objetivo. “Enxergamos uma grande potência narrativa pelo fato do 4x100 ser uma das poucas categorias dessa modalidade esportiva que requer uma equipe muito unida e sincronizada e, para além, que conta com a passagem de bastão por todas as integrantes da equipe. Entendemos que esse ato em si, da passagem, acaba sendo muito cinematográfico: a necessidade de se trabalhar em grupo para alcançar o objetivo final. É bastante simbólico e há um espelhamento das características dessa categoria na própria dramaturgia: as protagonistas são guiadas por essa necessidade de deixar as diferenças de lado e se juntarem para ir atrás de um sonho em comum”. Finalizou.

O longa estreia no Brasil no dia 24 de Junho.

Legenda: Podcast Elas no Esporte conta a história do longa-metragem 4x100 Correndo por um sonho
Foto: Divulgação

Ficha técnica:

A direção é de Tomas Portella, que já assinou como diretor os longas “Qualquer Gato Vira-Lata” (2011) e “Desculpe o Transtorno” (2016) e foi diretor assistente nas produções “O Incrível Hulk” (2008) e “Meu Nome não é Johnny” (2008). A atriz Roberta Alonso assina também o argumento e é coprodutora. O filme conta ainda com os atores Augusto Madeira e Kauê Telloli no elenco. O longa-metragem é uma produção da Gullane, com coprodução da Globo Filmes, do Telecine e da RAM, e distribuição da Imovision.

Confira o trailer:

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados