Diretoria do Ceará vai pessoalmente à CBF protocolar representação contra arbitragem

Alvinegros trabalham em documento contendo todos os erros já cometidos contra o time na Série A

Legenda: Felippe Cardoso foi derrubado por Thiago Volpi, mas arbitragem não assinalou infração
Foto: Foto: Felipe Santos/cearasc.com

Após ser prejudicado na derrota por 1 a 0 para o São Paulo, no último domingo (18), o Ceará já prepara uma representação oficial que será apresentada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em protesto à atuação do árbitro pernambucano Gilberto Rodrigues Castro Junior, que deixou de assinalar pênalti claro do goleiro Tiago Volpi sobre o atacante Felippe Cardoso, aos 14 minutos dos segundo tempo.

O lance gerou revolta dos alvinegros, que faziam boa atuação e poderiam empatar a partida naquela ocasião. Após o jogo, o presidente Robinson de Castro esbravejou nas redes sociais.

O Diário do Nordeste apurou que a diretoria alvinegra já trabalha na formulação do arquivo, que vai contar também com outros lances em que o clube se sentiu prejudicado na competição, como em partidas contra Santos (pênalti não marcado), Fluminense (gol anulado), Internacional (pênalti não marcado), Fortaleza (pênalti marcado para o adversário) e Chapecoense (gol anulado).

A previsão é que a representação ocorra até a próxima quarta-feira (21), data em que membros da diretoria do Vovô devem viajar até o Rio de Janeiro para que o protesto seja protocolado pessoalmente.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?