Destaques na base, Léo Rafael e Marcos Victor vivem adaptação com elenco profissional do Ceará

Meio-campo e zagueiro foram integrados nesta temporada

Léo Rafael e Marcos Victor vivem adaptação junto ao elenco profissional do Ceará
Legenda: Atletas iniciaram a transição das categorias de base desde o início da pré-temporada, no dia 8 de janeiro
Foto: Xandy Rodrigues/CSC

Recém promovidos ao elenco profissional, Léo Rafael e Marcos Victor, meio-campo e zagueiro, respectivamente, iniciaram a transição das categorias de base desde o início da pré-temporada, que começou no último dia 8 de janeiro. A principal diferença tem sido o aumento da intensidade nos treinamentos, o mesmo que nomes conhecidos da equipe como Luiz Otávio, Fernando Sobral e Vina praticam no dia a dia. 

“Essas duas semanas vêm sendo bem puxadas, sempre com treinos em dois períodos, mas a gente vem trabalhando forte para continuar tendo nossas oportunidades. A gente faz muito trabalho de força e de resistência e já deu para perceber que a intensidade é realmente diferente da base”, afirmou Léo Rafael ao site oficial do Ceará. 

“Todo garoto quer ter a chance de chegar ao profissional e essa chance chegou para mim. Tenho me doado dobrado nessa pré-temporada, até porque é a primeira vez que eu tenho a chance de fazer treinos assim, mas já estou me adaptando bem com o grupo e estou disposto a dar o meu melhor a cada dia”, complementou Marcos Victor ao site oficial do Ceará.

A carga de treinos aumentou e agora os garotos têm a chance de treinar com os ídolos que tanto admiravam, como é o caso do zagueiro Marcos Victor, que destaca alguns jogadores importantes para o Ceará, como Luiz Otávio e Messias.

“O objetivo é me espelhar nesses dois caras. Eles sempre conversam comigo, me dão conselhos do que fazer para desempenhar um melhor trabalho para o clube e eu busco tirar muita coisa do convívio com os dois”, disse o zagueiro ao site oficial do Ceará.

A chegada ao time profissional também teve direito a uma trolagem, os atletas tiveram o cabelo raspado como parte do "ritual de passagem" e foram recepcionados pelos jogadores do time profissional.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte