Destaque em estreia, Geovane cita sonho de jogar pelo Ceará e espera mais chances com Tiago Nunes

Volante agradou técnico alvinegro em jogo contra o Santos, no último sábado (18)

geovane
Foto: Divulgação/CSC

O volante Geovane foi uma das surpresas do técnico Tiago Nunes na escalação do Ceará para o jogo contra o Santos, no último sábado (18), no Castelão pela Série A do Campeonato Brasileiro. E apesar do 0 a 0, com jejum de vitórias do clube na competição ter aumentado para 6 jogos, a partida foi especial para ele, que foi titular do Vovô pela 1ª vez, estreando também na Série A.

E com uma atuação segura, inclusive elogiado por Tiago Nunes após o jogo, ele espera evoluir em campo e se adaptar ao estilo do treinador.

"Fiz minha estreia na Série A pelo Ceará e essa camisa é pesada. Dá uma ansiedade a mais, mas tenho um jeito de lidar com esse tipo de pressão. Não vou fugir do jogo, busco construir o jogo, fazer o time andar. Espero reduzir os erros a cada dia, evoluir e melhorar o máximo possível. Assisti, sim, ao jogo depois, como de costume, e vi os defeitos e o que acertei, me cobro muito. A cada dia eu vou evoluir, diminuir estes erros, me adaptar ao jogo do Tiago Nunes", disse ele.
Geovane
Volante do Ceará

Ouça o CearáCast

Em seguida, o volante analisou a concorrência que tem na posição, com grandes jogadores, e comentou como é jogar ao lado de Fernando Sobral na "volância".

"O Fernando Sobral é craque e é uma honra jogar ao lado dele. É uma posição muito disputada, temos grandes jogadores e me espelho muito no Fabinho, no Marlon. É uma disputa sadia, todos buscam o melhor. É trabalhar, confiar em Deus e esperar que Tiago Nunes escale o melhor. Estou muito motivado e espero ganhar mais minutos com ele".

Trajetória

Geovane é baiano de Salvador e chegou ao Ceará em 2020, para jogar no Sub-23, vindo do Ituano. Ele foi campeão brasileiro de Aspirantes pelo Vozão e agora tem a chance de se firmar como outros jogadores que destacaram pela base alvinegra.

"É gratificante chegar ao Ceará. Comecei no futebol aos 8 anos, com meu pai sempre me acompanhando, passei por muitos clubes, por muita coisa, e hoje estar jogando em um clube como o Ceará, em uma Série A, é um sonho. É agradecer ao meu pai, por nunca ter desistido. As pessoas que trabalham no Ceará são maravilhosas e te deixam mais leve pra jogar no profissional. Não vai faltar empenho raça da gente vindo da base, como eu, o Kelvyn, o Rick. É lutar até o fim e mostrar que também estamos prontos para colocar o Ceará onde ele deve estar".

Otimismo

O Ceará está em 13º lugar na Série A com 25 pontos e enfrenta a Chapecoense, no próximo sábado (25), às 17h, pela Série A do Brasileiro. Será a chance do clube acabar com uma sequência ruim de 6 jogos vem vencer na competição.

"Estar sem vencer incomoda e o pensamento é de vitória, respeitando a Chapecoense. Vamos entrar com um pensamento vencedor, do início ao fim, como propõe nosso treinador, e desempenhar o nosso melhor", finalizou ele..

Confira a coletiva de Geovane

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte