David comenta disputa pela titularidade no ataque: "Só tem a ganhar o Fortaleza"

Atacante chegou no time a pedido do técnico Rogério Ceni e soma três gols

Legenda: David soma três gols com a camisa do Fortaleza em 2020
Foto: Bruno Oliveira / Fortaleza

A disputa para ser titular no ataque do Fortaleza é grande: são 10 atletas à disposição e quatro vagas no esquema tático 4-2-4. Maior contratação da história do futebol cearense, David chega com prestígio na briga por uma das vagas. Para o atacante, no entanto, o clube apenas ganha com a qualidade ofensiva.

"É saudável (a disputa). Jogadores com bastante qualidade técnica, rodagem, caras mais novos como eu, cada um trabalhando focado. Só tem a ganhar o Fortaleza", aponta.

Desde a chegada ao Pici, em janeiro, o jogador entrou em campo 11 vezes e marcou três gols. O pedido do reforço veio de Rogério Ceni, com quem trabalhou no Cruzeiro. David ressaltou que a confiança do técnico foi o principal motivo para acertar com o novo clube.

"(O Ceni) Teve uma passagem rápida no Cruzeiro e tive o prazer de trabalhar com ele. Infelizmente, saiu muito rápido, mas viu que eu tinha potencial e foi por isso que vim pra cá. Como ele também me ajudou bastante, foi a confiança que me passou. Pude chegar bem, aproveitar as oportunidades para dar continuidade", afirma.

As opções do Leão para o setor são: Tiago Orobó, Osvaldo, Edson Cariús, Gustavo Coutinho, Yuri César, Wellington Paulista, David, Romarinho, Madson e Éderson. O clube realiza treinos no CT Ribamar Bezerra, em Maracanaú, com protocolo de segurança rigoroso, e aguarda uma posição do Governo do Estado sobre autorização para retorno dos torneios.

Confira outros pontos da entrevista

Motivação do elenco
"A motivação é que voltamos a treinar, sem data para jogos. Vamos entrar (em campo) sem a torcida, que apoia e incentiva, então a gente tem que manter a cabeça no lugar. Sem o torcedor é ruim, mas vamos fazer a nossa função".

Prioridade de competições
"O Campeonato Cearese é a primeira vez que disputo. A Copa do Nordeste é a segunda, o Brasileiro também, e a Copa do Brasil. Acho que os mais importantes são Brasileiro e a Copa do Brasil, que ajudam mais o clube".