CUFA promove campanha para arrecadar alimentos para as mães da favela com apoio de clubes cearenses

Iniciativa terá parceria com Atlético Cearense, Ceará, Ferroviário e Fortaleza

Legenda: Projeto terá apoio de clubes brasileiros, incluindo Atlético-CE, Ceará, Ferroviário e Fortaleza
Foto: Divulgação/CUFA

A Central Única das Favelas (CUFA), em parceria com a Comunidade Door, a Frente Nacional Antirracista e clubes de futebol por todo o país, promoverá a campanha Mães da Favela Futebol Clube, visando a arrecadação de 350 toneladas de alimentos, dos dias 21 a 26 de junho, totalizando 12 mil toneladas de doações, em todos os estados do Brasil. O projeto terá apoio de Atlético Cearense, Ceará, Ferroviário e Fortaleza, além a Federação Cearense de Futebol e da Secretaria do Esporte e Juventude do Ceará.

As doações deverão ser entregues no estacionamento dos clubes participantes. Os alimentos ficarão armazenados até o dia 26 de junho, quando serão entregues às lideranças das favelas na Arena Castelão. Além disso, a CUFA Ceará doará 3 mil máscaras PFF2 e cirúrgicas-triplas, com o objetivo de popularizar o uso dos tipos de máscaras, para uma maior proteção da população.

Preto Zezé, presidente Nacional da CUFA, comentou sobre a ideia da campanha: “Nossa ideia é usar a união dos clubes para um bem maior. Nesse jogo de torcida única, somos todos do mesmo time: o da solidariedade. E aqui todos podem jogar para apoiar as Mães da Favela. A única rival é a fome”

Apoio dos clubes brasileiros

O projeto Mães da Favela Futebol Clube terá o apoio de São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos, Internacional, Grêmio, Flamengo, Vasco, Fluminense, Bahia, Vitória, Goiás, entre outros. No Estado, Atlético CearenseCearáFerroviário (confira abaixo) e Fortaleza firmaram parceria com a CUFA.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte