Cruzeiro perde para o Grêmio e pode ser rebaixado com empate do Ceará na última rodada

Raposa é obrigada a vencer o Palmeiras domingo (8) e torcer por derrota do Vovô para escapara da Série B

Legenda: Adilson Batista chegou a 2ª derrota seguida com o Cruzeiro
Foto: Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro até tentou surpreender o Grêmio, mas foi superado por 2 a 0 neste quinta-feira (5) e aumentou a possibilidade de rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Por outro lado, o resultado faz o Ceará depender apenas de um empate na 38ª rodada para garantir permanência na elite.

Isso porque o Vovô soma 38 pontos, um a mais que a Raposa. Como tem vantagem no saldo de gols e nas vitórias, se o time somar mais um ponto não poderá mais ser alcançado pelos mineiros.

O fechamento do Brasileirão ocorre domingo (8), às 16 horas. O Ceará encara o Botafogo, no Engenhão, enquanto o Cruzeiro tem pela frente o Palmeiras no Mineirão. A única forma do time de Adilson Batista não evitar o descenso, que seria o 1º da história do clube, é se vencer e a equipe alvinegra for derrotada. 

O jogo

O Cruzeiro demonstrou muito nervosismo em campo. Acuado, apostou no contra-ataque e assim criou a melhor chance de gol aos 30, quando Éderson chutou por cobertura para defesa de Paulo Victor.

Dono da casa, o Grêmio criou com os atacantes Éverton e Tardelli, mas os arremates foram neutralizados com facilidade. Sem muito interesse no duelo, cedeu campo para a Raposa avançar, apesar da deficiência técnica.

No fim da etapa inicial, dois lances passíveis de expulsão geraram discussão. Primeiro Egídio acertou um soco em Luciano e recebeu apenas amarelo. Depois foi Ariel Cabral, já advertido, que fez falta para revolta do time gremista, no entanto, o atleta foi sacado para entrada de Robinho.

Na 2ª etapa, o Cruzeiro tentou adiantar as linhas e pressionar. A estratégia cedeu brechas para o Grêmio atacar. A pressão gaúcha ficou ainda maior quando Robinho deuxou o gramado com lesão, deixando o time de Adilson Batista com um a menos.

O placar foi inaugurado aos 21, com Ferreira. Em vantagem númerica e no marcador, o Grêmio apenas administrou o duelo até o último apito. Aos 38, ainda teve um pênalti convertido por Pepê para fechar o placar: 2 a 0.   

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte