Corinthians chega a acordo com a Odebrecht por dívida de estádio

Presidente Andrés Sanchez informou que valor agora é de R$ 160 milhões

O presidente do Corinthians afirmou, ontem, durante reunião do Conselho Deliberativo do clube, no Parque São Jorge, sede do Timão, que chegou a um acordo com a Odebrecht para diminuir a dívida total pela construção da sua arena, em Itaquera.

O mandatário confirmou, em entrevista, que informou aos conselheiros que a dívida atual com a construtora será de R$ 160 milhões, conforme acordo firmado com a empresa, que deverá ser assinado em até duas semanas. Ele não detalhou em quantas parcelas o montante será pago.

Além deste débito, o clube vai seguir pagando o financiamento feito no BNDES com aval da Caixa, que atualmente está em R$ 470 milhões, segundo a construtora. No total, o Corinthians ainda teria a pagar por seu estádio R$ 630 milhões.

O valor informado por Andrés, na reunião no Parque São Jorge, é cinco vezes menor do que a Odebrecht estimava receber, conforme o jornal Folha de São Paulo havia mostrado em 18 de julho deste ano. A empresa estimava receber cerca de R$ 800 milhões. "O problema é que a soma não existe, pois inclui juros. Ah, hoje o estádio é R$ 1,3 bilhão, mas isso com os juros de 15 anos. Na verdade, o número é muito menor", garantia o diretor financeiro do clube, Matias Romano Ávila.

Além dos juros, o Corinthians contestava o valor cobrado pela Odebrecht pois alegava que partes da obra da arena não foram feitas. A construtora divergia desta versão e assegurava que fez tudo o que estava previsto no orçamento.

Parceria

Junto a Palmeiras e Santos, o Corinthians firmou parceria com instituições de educação com o intuito de promover ações, descontos e encontros com ídolos para atrair mais torcedores e sócios.

A Universidade Brasil é a parceira do Timão e oferece benefícios a torcedores e sócios do clube. Além de descontos em planos de mensalidade que podem chegar a 40%, a instituição fornece bolsas de estudos de acordo com a campanha do time no Campeonato Brasileiro com o projeto "Esporte com Educação".

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, disse que conseguiu reduzir dívida do seu estádio, em Itaquera, com a Odebrecht. O valor ficou em R$ 160 milhões, com quantidade de parcelas não divulgada.


Categorias Relacionadas