"Contrato é feito para ser cumprido", diz Galvão Bueno sobre saída de Ceni do Fortaleza

Junto de outros jornalistas, narrador debateu sobre a transferência do técnico para o Cruzeiro

Legenda: Galvão comentou sobre o ex-técnico tricolor no programa "Bem Amigos"
Foto: Foto: Reprodução

O jornalista da Rede Globo, Galvão Bueno, questionou em programa ao vivo nesta segunda-feira (12) a saída de Rogério Ceni do comando do Fortaleza. Para o narrador, o treinador deveria ter continuado em terras cearenses até o fim do ano, período em que seu contrato se encerraria.

"Desejo toda a sorte do mundo ao Rogério. Mas contrato é feito para ser cumprido. Tenho 45 anos de profissão e cumpri todos os meus contratos", disse o jornalista, que trabalha na Rede Globo há 26 anos.

Quando Ceni deixou o clube rumo ao Cruzeiro, o Fortaleza estava há 3 jogos sem vencer, tendo levado 7 gols neste período. Porém, Galvão considera que os técnicos devem continuar com o trabalho independente do momento da equipe.

"A minha opinião: acho que ele deveria ter cumprido o contrato até o final com o Fortaleza. Por que a gente critica de forma tão dura quando clubes rompem com o treinador? Não acho que um técnico importante deva romper o contrato, mesmo que haja comum acordo. Defendo até a morte que os clubes têm de cumprir com o treinador", declarou Galvão.

No Leão do Pici, Ceni era chamado de "mito" pela torcida por conta dos títulos conquistados desde 2017 (Série B, Cearense e Copa do Nordeste).

Seu substituto é Zé Ricardo, anunciado nesta segunda-feira pelo clube. Ele chega à capital cearense na tarde desta terça-feira (13).