Com pilotos cearenses, Rally Cross Country abre o Campeonato Brasileiro da categoria

Competidores de 14 estados e do Distrito Federal, além de dois convidados ingleses, compõe o grid do RN 1500 em 2019. Torneio ocorre até domingo (7)

Legenda: Será a 21ª edição da competição
Foto: Foto: Marcelo Machado de Melo

Tem início hoje (4) a etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, no Rio Grande do Norte. O RN1500 é quase um mini Sertões e conta com uma variação de terrenos, com cerca de 877 km. Tradicionalmente, é a prova nordestina que apresenta aos competidores nacionais as belezas de um estado pouco desbravado. Devido a temporada de muita chuva, a prova promete ser bem complexa para os competidores. Passando pelas dunas de São Miguel do Gostoso e depois encarando as trilhas e terrenos acidentados de Açu e Currais Novos, que prometem terra encharcada e escorregadia.

O Ceará tem sempre uma expressiva participação na competição e é dono do atual título na categoria quadriciclos, com George Ximenes tendo vencido em 2018 e conquistado no RN seu primeiro importante título nacional. Seu tio, Riamburgo é bicampeão geral do evento, e este ano faz sua despedida da categoria UTV competindo ao lado do seu navegador, o potiguar Flávio França. A partir da próxima etapa do Campeonato Brasileiro, ele deve voltar ao grid dos carros, competindo com um dos veículos que prometem ser sensação deste ano, o Buggy V8. 

“O RN1500 é uma das provas mais técnicas do país. Além de mostrar um nordeste de belezas pouco conhecidas, a competição tem um grid nacional equilibrado. A edição desse ano promete ser das mais difíceis devido a forte temporada de chuvas, podendo inclusive ter mudanças de roteiro caso o sol não apareça. E quando o assunto é rally, a regra entre os competidores continua a mesma: quanto pior, melhor”, comenta Riamburgo. 

“Para os quadris é infernal. Devido as chuvas, há pontos onde o piso pode variar de encharcado a liso e escorregadio. O quadriciclo é um veículo pesado, que cola no corpo e ai haja força e saber por onde passar e como passar. Mas quando chegamos a trechos onde podemos acelerar em alta velocidade é sensacional, porque as trilhas do RN são deliciosas para pisar forte e voar”, afirma o atual campeão George Ximenes.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados


Tom Barros 17 de Outubro de 2020