COI oficializa futebol olímpico masculino como torneio sub-24 nos Jogos Olímpicos em Tóquio

Antes com limite de 23 anos, a extensão ocorre devido ao adiamento das Olimpíadas para 2021

Legenda: Dos últimos convocados do técnico André Jardine para a seleção olímpica, 11 atletas não poderiam ir aos Jogos caso a medida não fosse implementada
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Comitê Olímpico Internacional (COI) oficializou a extensão em um ano do limite de idade para os atletas que vão participar do torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A medida permitirá a participação de atletas que terão 24 anos em 2021 no Japão.

A medida condiz com o adiamento dos Jogos. Antes previstos para serem disputados neste ano, precisaram ser postergados pelo COI para 2021 em função da pandemia do coronavírus. Assim, uma série de adaptações nos sistemas de qualificação e elegibilidade precisaram ser feitos. E o comitê oficializou as mudanças, incluindo a do futebol masculino.

"Foi confirmado que os atletas que tiveram direito a competir em julho de 2020 permanecerão elegíveis em julho de 2021. A idade máxima para o evento masculino é de 23 anos, mas para Tóquio-2020, este será 24. Além disso, a regra de ter três atletas por equipe sem restrições de idade permanece válido", anunciou o comitê sobre a disputa do futebol masculino.

A decisão do COI seguiu recomendação de grupo de estudos da Fifa, que havia defendido em abril a manutenção da elegibilidade para jogadores nascidos a partir de 1997, além do direito de se convocar três atletas sem limitação de idade - o atacante Neymar indicou anteriormente o desejo de disputar a terceira Olimpíada seguida. Na sequência, o comitê havia indicado que aceitaria a sugestão, agora oficializada, tornando o evento de futebol masculino uma disputa sub-24.

A medida tem grande impacto sobre a seleção brasileira. Afinal, em março, na sua última convocação, André Jardine havia convocado 11 jogadores que não poderiam ir à Tóquio em 2021 se o limite de ida não fosse alterado. São eles: os goleiros Cleiton e Lucas Perri, os zagueiros Gabriel, Luiz Felipe e Lyanco, os laterais Caio Henrique e Ayrton Lucas e os meio-campistas Lucas Paquetá, Matheus Henrique, Maycon e Wendel. Fora dessa relação, atletas como Bruno Guimarães e Gabriel Jesus também estarão elegíveis.

Com o adiamento, a Olimpíada vai ser disputada de 23 de julho de 2021 a 8 de agosto. A seleção brasileira conquistou a medalha de ouro nos Jogos do Rio, em 2016.