Clubes são denunciados pela CBF por quebra de protocolos

Entre eles, estão Vovô e Leão, que tiveram jogadores trocando camisas

Legenda: Ceará e Fortaleza estão entre os 18 clubes da Série A que descumpriram diretrizes sanitárias durante os jogos
Foto: THIAGO GADELHA

Em 24 de julho deste ano, a CBF publicou a Diretriz Técnica Operacional para Retorno das Competições CBF, uma espécie de protocolo a ser seguido pelos clubes brasileiros durante a pandemia da Covid-19. O documento regulamentou os conceitos estabelecidos pelo Guia Médico de Sugestões Protetivas e seguiu as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mas após 96 jogos disputados, a CBF concluiu que em 36 deles, houve quebra de protocolo, e em seguida, a entidade denunciou 21 clubes (18 da Série A e 3 da Série B) ao STJD por quebra de protocolo, entre eles, Ceará e Fortaleza. A procuradoria do Tribunal denunciará os clubes.

"Cabe aos clubes instruírem seus atletas e funcionários no cumprimento das regras e protocolos de segurança estabelecidas nas diretrizes elaboradas pela CBF, bem como fiscalizar o cumprimento destas. Em razão disso, a procuradoria promoverá as denúncias", disse Ronaldo Botelho Piacente, procurador-geral do STJD. Entre as práticas apontadas pela CBF estão a troca de camisas, falta de uso de máscaras, aglomerações e até uso indevido do gramado após a partida. Há relato de que um auxiliar do Coritiba xingou um oficial de jogo da CBF, que solicitou a colocação de máscaras no banco de reservas.

Vovô e Leão

Jogadores de Ceará e Fortaleza trocaram camisas com seus adversários após encerramento dos jogos e foram enquadrados. No caso do Leão, o jogo em questão foi diante do Grêmio, no último dia 13. A partida em que o Ceará esteve envolvido foi diante do Internacional, no último dia 10. A troca de camisas contraria o que determina o art. 9, item D, da Diretriz Técnica Operacional.

Os departamentos jurídicos de Ceará e Fortaleza já têm conhecimento do pedido de denúncia por parte da CBF, mas aguardarão para saber como será o processo, já que não chegou nada oficial ainda aos clubes.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte