Clássico-Rei teve maior erro de arbitragem da Série A, avaliam comentaristas da Globo

Ex-árbitros Paulo César de Oliveira, Sálvio Spínola e Sandro Meira Ricci também listaram outro erro contra o Alvinegro dentre os 4 piores da competição

Legenda: O lance mais criticado de Heber Roberto Lopes foi um pênalti marcador a favor do Fortaleza
Foto: Foto: JL Rosa / SVM

Marcando o reencontro de Ceará e Fortaleza na Série A após 26 anos, o Clássico-Rei da 13ª rodada guardou o maior erro de arbitragem da temporada. A opinião é dos ex-árbitros Paulo César de Oliveira, Sálvio Spínola e Sandro Meira Ricci, que analisaram todos os jogos do Brasileirão. Mesmo com o Alvinegro vencendo por 2 a 1, os comentaristas do SporTV, no quadro "A Regra é Clara", apontaram que o clube foi prejudicado.

O lance em questão ocorreu aos 44 do 1º tempo, quando o juiz Heber Roberto Lopes marcou uma falta próximo da área em dividida entre Luiz Otávio e André Luís. Apesar do lance ser questionável, o juiz fez checagem junto ao árbitro de vídeo (VAR) e assinalou pênalti, convertido por Juninho aos 46. Os gols do Alvinegro de Porangabuçu foram de Thiago Galhardo e Felippe Cardoso.

Legenda: Felippe Cardoso foi derrubado dentro da área pelo goleiro Tiago Volpi.
Foto: Foto: Felipe Santos/cearasc.com

O Vovô ainda reaparece na 4ª posição da lista por conta da derrota para o São Paulo, no Morumbi. O duelo, apitado pelo árbitro Gilberto Rodrigues Castro, registrou um lance de repercussão nacional: o goleiro Tiago Volpi derrubou Felippe Cardoso na grande área, mas não foi expulso e nem teve penalidade a favor do Ceará. Confira top-5 de erros no Brasileirão:

1º - Ceará 2 x 1 Fortaleza, em 3/8/2019
Árbitro: Heber Roberto Lopes;
Erro: pênalti para o Fortaleza;
Veredito: "Inexistente e fora da área".

2º - Fluminense 0 x 1 CSA, 18/8/2019
Árbitro: Wagner Reway
Erro: pênalti não dado para o Fluminense;
Veredito: além da não marcação do pênalti, o Flu foi penalizado porque, na sequência da jogada, saiu o gol do CSA.

3º - Chapecoense 0 x 1 Santos, 31/8/2019
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ);
Erro: impedimento não marcado na origem do gol do Santos;
Veredito: lance não pôde ser analisado pelo VAR, porque a Chape retomou a bola, gerando nova ação ofensiva, mas o impedimento foi em frente ao assistente Daniel Parro (RJ).

4º - São Paulo 1 x 0 Ceará, 18/8/2019
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Erro: pênalti não dado para o Ceará;
Veredito: Tiago Volpi derruba Felippe Cardoso na área.
Botafogo 2 x 1 Athletico-PR, 11/8/2019

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?