Charles Hembert elogia Fortaleza e explica vitória do Flamengo: "Amiguinhos do VAR"

Auxilar técnico, que assumiu o time na ausência de Rogério Ceni, declarou que o árbitro de vídeo atrapalhou o espetáculo

Legenda: Charles Hembert
Foto: Foto: Thiago Gadelha / SVM

Auxiliar técnico de Rogério Ceni, Charles Hembert esteve à frente do Fortaleza nesta quarta-feira (16) por necessidade: precisou substituir o comandante, suspenso. O desafio foi logo diante do Flamengo, líder da Série A do Brasileiro. Apesar da derrota, de virada, o francês elogiou a postura tricolor e declarou que o resultado foi decidido fora de campo, com o uso irregular do árbitro de vídeo (VAR).

"Dois times entregaram um jogo magnífico. Uma torcida incrível, dos dois lados. E tem esses, nem sei como chamar, árbitros, ou 12º jogador do Flamengo, com os amiguinhos do VAR... destroem tudo. Perdendo nisso tudo, o futebol brasileiro", criticou.

Em campo, o Leão entrou com apenas dois titulares: Quintero e Felipe Alves. Atletas como Nenê Bonilha, Araruna, Kieza e Marlon ganharam chance diante dos rubro-negros. Charles explicou que a decisão de poupar o elenco foi para preservar a equipe que vai enfrentar o Grêmio, sábado (19), às 17 horas, na Arena Castelão. 

"Mudamos pelo aspecto físico e sabendo que o Grêmio provavelmente vem com um time mais desfalcado do que o Flamengo, optamos por descansar hoje pra usar força máxima no sábado", declarou.

Para o confronto com os gaúchos, Ceni estará de volta à beira do gramado. A equipe também conta com os retornos de Gabriel Dias e Wellington Paulista, que cumpriram suspensão automática. 

Confira outros pontos da entrevista

Influência de Ceni
"A última palavra sempre foi dele. Debatemos, fizemos sugestões, mas a responsabilidade foi dele".

Lesões
"O Romarinho está num processo de volta bem mais rápido que o Jackson. Romarinho é mais provável voltar do que ele"

Atuação
"Batalharam em cada bola, cada dividida. Muito orgulhoso. Independente da arbitragem, ótimo desempenho do time".

Reservas
"Se você observar peça por peça, não é tão reserva quanto parece. Apenas 5 jogadores que de fato optamos por botar reservas. Os pontas, os volantes e o lateral esquerdo, pois estamos em uma maratona de 7 jogos em 24 dias. Não íamos fazer essa escolha num confronto direto, como contra o Vasco".

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?