Ceni critica arbitragem e avalia empate com Atlético/MG: "Inaceitável"

Técnico cobrou um melhor empenho do Fortaleza atuando na Arena Castelão

Legenda: Ceni recebeu cartão amarelo em reclamação com a arbitragem
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Empatar em casa e com um jogador a mais estava longe dos planos de Rogério Ceni. Após o 2 a 2 entre Fortaleza e Atlético/MG, neste sábado (2), o técnico criticou o desempenho tricolor na Arena Castelão e reclamou de uma falta não marcada em André Luís antes do gol de empate mineiro.

"É inaceitável o resultado da maneira que foi. Falha nossa. Jogamos para fazer o terceiro gol e num erro de marcação, permitimos que o Atlético-MG finalizasse a gol. Já (vi). Foi falta. Não vão fazer nada com o árbitro. A falta foi claríssima. Mas não vai acontecer nada com o árbitro", analisou.

O Galo teve o meia Geuvânio expulso no primeiro minuto do 2º tempo. Antes, Ceni tinha colocado Marlon na vaga de Osvaldo. O comandante afirmou que a expulsão atrapalhou o plano tricolor em campo, já que um atacante poderia ter entrado em campo.

"Se soubéssemos da expulsão, colocaríamos um jogador mais ofensivo que o Marlon. Mas não podia atrapalhar. Osvaldo sentiu a perna pesada, pediu para sair, o Marlon entrou para fazer uma recomposição melhor. Você tem um resultado favorável com um jogador a mais, não pode permitir que o adversário empate", explicou.

A delegação do Fortaleza se reapresenta na segunda-feira (4), com treino às 9h30 no CT Ribamar Bezerra. O próximo compromisso leonino é diante do Corinthians, quarta (6), às 19h30, em Itaquera, pela 31ª rodada.