Ceará tem dois jogos no Castelão que podem alçá-lo na tabela

O Vovô pode subir na tabela da Série A em duas rodadas, caso vença Inter e Fortaleza, na Arena Castelão, mudando de patamar no campeonato, saltando até o 11º lugar e entrando na zona da Sul-Americana

Legenda: O técnico Adilson Batista conquistou com o Ceará 10 pontos nos últimos seis jogos
Foto: FOTO: CAMILA LIMA

O Ceará vive uma semana decisiva na Série A com dois jogos seguidos na Arena Castelão, amanhã, diante do Internacional, às 19h30, e Fortaleza, no domingo (10), às 19 horas. As duas partidas podem mudar o patamar do Vovô na tabela, afastando-se do grupo dos ameaçados de rebaixamento e o colocando na zona da Sul-Americana, parte da tabela que era assídua no 1º turno.

Para o Ceará, hoje as chances de Copa Sul-Americana são maiores do que as de rebaixamento, segundo o site Chance de Gol: 17,7 % para uma vaga na competição internacional e 14,1 % de rebaixamento.

Com 33 pontos, o Alvinegro hoje é o 15º colocado, mas duas vitórias podem deixá-lo, ao fim da 32ª rodada, com 39 pontos e ganhando até quatro posições na tabela, alcançando a 11ª colocação, ultrapassando Vasco, Fortaleza, Atlético/MG e Botafogo. Se chegar aos 39 pontos, o Vovô pode abrir até oito pontos do Z-4, que hoje a diferença é de dois pontos.

Analisando as 31ª e 32ª rodadas, só Botafogo e Atlético/MG farão dois jogos em seus estados, sendo um clássico. O time da estrela solitária enfrenta o Flamengo na 31ª rodada, enquanto o Galo pega o Cruzeiro na 32ª rodada.

O Fluminense, principal alvo dos times que não querem entrar no Z-4, pelo time carioca abrir o grupo dos rebaixados, com 31 pontos, terá dois jogos fora de casa, encarando São Paulo e Internacional.

Os demais concorrentes do Vovô farão um jogo em casa e outro fora: Fortaleza, Cruzeiro, CSA e Chapecoense.

Chegando a 39 pontos, o Vovô precisaria apenas de mais seis para ficar na Série A em seis rodadas, ou seja, um ponto por rodada.

Momento

Por mais que os dois adversários do Ceará sejam difíceis, com o Inter em 8º, com 46 pontos, e o Fortaleza, o 12º com 36, o Ceará tem motivos para estar otimista com os dois jogos seguidos. Isso porque o Vovô voltou a ser forte em casa, conquistando sete dos últimos nove pontos jogando no Castelão, ao bater Avaí (1 a 0) e Fluminense (2 a 0) e empatar com o Vasco (1 a 1).

Se estendermos o recorte para os últimos seis jogos, da 25ª a 30ª rodadas, são 10 pontos conquistados, com a vitória fora de casa diante do Bahia, por 2 a 1. Até mesmo a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no último sábado, fora de casa, deixou uma boa impressão, pela atuação destacada de um Ceará cheio de desfalques e prejudicado pela arbitragem.

"Nos últimos jogos em casa, voltamos a ser muito fortes. Temos que fazer valer o fator casa. Conquistamos sete pontos dos últimos nove em casa. E teremos agora dois jogos no Castelão. É a semana mais importante do ano, que pode nos fazer mudar de patamar no campeonato. Temos o Inter, o clássico com o Fortaleza, não podemos pensar em outro resultado que não seja a vitória", disse Thiago Galhardo.

Para o jogo com o Internacional amanhã, o Vovô deve ter cinco reforços: o zagueiro Luiz Otávio, o lateral-esquerdo João Lucas, o volante William Oliveira e os atacantes Lima e Mateus Gonçalves, todos desfalques contra o Verdão e já recuperados de seus problemas físicos ou clínicos.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?