Ceará, Ferroviário e Fortaleza preparam lançamentos de novas camisas; veja calendário

Alguns itens já estão disponíveis para o torcedor

Imagem mostra jogadores com camisas de futebol.
Legenda: Ceará, Ferroviário e Fortaleza preparam novos lançamentos de camisas.
Foto: Leonilson Santos/Ferroviário, Karim Georges/Fortaleza EC e Stephan Eilert/Ceará SC

A temporada de 2022 de Ceará, Ferroviário e Fortaleza não será agitada só dentro de campo. Fora dele, os três maiores do Estado preparam um calendário com lançamentos de camisas. Com marcas próprias, a Vozão, a T33 e a Leão 1918 são responsáveis por todo o processo, da fabricação à distribuição.

O trio deve produzir, nos próximos meses, até seis modelos de camisas, considerando o importante elo gerado entre torcedores e clubes. Ceará e Fortaleza não informaram o montante arrecadado com a venda de camisas no ano passado e nem a perspectiva para 2022. Mas a projeção para 2021 era de R$ 14,4 milhões e R$ 7 milhões, respectivamente.

Em 2020, o Vovô embolsou R$12 milhões com a vendagem de 126 mil camisas. Já o Tricolor vendeu 130 mil e colocou R$ 9 milhões na conta. São valores brutos, sem considerar gastos com despesas. Veja detalhes aqui. 

Com marca própria recém-criada, o Ferroviário se reorganiza financeiramente para começar a lucrar com as peças, mas comunica que a pandemia prejudicou bastante os ganhos. Por isso, a renda dos últimos dois anos foi quase inexistente.

Os clubes colocam à disposição do consumidor não só o material de linha e de campo, mas também camisas de viagem, da comissão técnica, de treino, passeio e outras. O trio informou também que não há um destino específico da renda, ficando a critério das necessidades de cada um. 

CEARÁ

Ano passado, o Alvinegro colocou 12 camisas no mercado, entre as de campo e as de linha. São elas: uniformes de jogadores 1 e 2, goleiros (1, 2 e 3), Sertão Alvinegro, Sertão Alvinegro goleiro, Nação Alvinegra masculina e feminina, Roxo Pelo Vozão, além de Outubro Rosa e e-Sports. Na última semana, entraram na lista as do Nordestão: a Tecnologia (1), Artesanato (2) e Turismo (goleiro). A previsão é de que em abril haja lançamento do uniforme 1 e, em junho, o da Nação Alvinegra. A mais vendida é a do uniforme 1, de jogador linha, a tradicional listrada.

 

FERROVIÁRIO

O Ferrão apresentou em 2021 as camisas 1, 2 e 3. Isso ocorre no começo do ano e a última vem pouco antes do início do Brasileirão. Em 2022, agora com marca própria, a T33, foi lançada a Raiz e, nesta semana, a Nacional e Orgulho, a 1 e a 2 (linha). O próximo deve vir em maio, no aniversário do Tubarão da Barra. A Raiz, que remete ao tradicional uniforme do Ferroviário, tem tido boa aceitação entre os torcedores. Todas são produzidas nos modelos masculino, feminino e infantil. Assim, a expectativa é de que o consumo desse material aumente. 

 

FORTALEZA

Ao todo, no último ano, o Tricolor do Pici lançou 11 peças no ano passado. São elas: Tradição, Luar e Sertão (CNE) com uma de linha e três de goleiro, duas de Outubro Rosa, duas da Cinq, linha e goleiro, e Glória Eterna. O clube não informou qual dos itens foi o mais vendido. A próxima novidade no enxoval tricolor será divulgado pouco antes da estreia na Copa do Nordeste 2022.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados