Bayern de Munique terá de jogar sem público até fim do ano por causa da Covid-19

A decisão foi anunciada nesta terça-feira (30) por Markus Söder, primeiro-ministro da Baviera

Imagem em plano aberto da Allianz Arena, estádio do Bayern de Munique
Legenda: Um dos principais clubes da Alemanha, o Bayern manda os jogos na Allianz Arena
Foto: AFP

O Bayern de Munique terá de jogar novamente sem público na Allianz Arena. Nesta terça (30), o primeiro-ministro da Baviera, Markus Söder, confirmou o retorno das restrições para os torcedores devido ao aumento do número de casos da Covid-19. Ele defendeu que esta medida seja adotada em todo o país.

"É importante decidir de forma unitária para todo país que os espectadores não sejam admitidos. Se isso não funcionar, faremos isso sozinhos na Baviera", afirmou Markus, em entrevista ao canal Bayerischer Rundfunk. "O futebol tem papel importante como exemplo. No momento, temos de reduzir o contato entre as pessoas em todos os lugares", completou.

A decisão ocorre pouco tempo depois de um decreto já reduzir o número de torcedores nos estádios. A participação em jogos foi limitada para no máximo 25% da capacidade há 10 dias. Söder defendeu que, com a Alemanha imersa na quarta onda da Covid-19, o fluxo de entrada e saída de torcedores das arenas não se justifica neste momento.

Covid-19 na Alemanha

A medida vai vigorar pelo menos até o final do ano, período em que o Bayern terá duas partidas pelo Campeonato Alemão - contra Mainz (11/12) e Wolfsburg (17/12) - e outro compromisso pela Liga dos Campeões, dessa vez diante do Barcelona (08/12). Outros clubes bávaros, como o Augsburg e Greuther Fürth, também terão de atuar sem público.

A incidência cumulativa ao longo de sete dias caiu ligeiramente na Baviera na terça (30) pelo 4º dia consecutivo e ficou em 618,2 novas infecções por 100 mil habitantes. Enquanto isso, em toda a Alemanha, a incidência caiu pela primeira vez após um mês de picos contínuos, com 452,2 novas infecções em comparação a 452,4 na segunda, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI).

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados