Atlético-MG desbanca o campeão Flamengo no Maracanã

A partida foi bem disputada e marcou um duelo tático entre o estreante Domènec Torrent, do Flamengo, e o argentino Jorge Sampaoli, do Atlético-MG

Legenda: Atual campeão, Flamengo foi surpreendido pelo Atlético Mineiro na estreia da Série A
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Atlético-MG desbancou o atual campeão nacional, neste domingo (9), no Maracanã. A equipe dirigida por Jorge Sampaoli derrotou o Flamengo por 1 a 0, graças a um gol contra do aniversariante Filipe Luís, na rodada de abertura do Campeonato Brasileiro.

A partida foi bem disputada e marcou um duelo tático entre o estreante Domènec Torrent, do Flamengo, e o argentino Jorge Sampaoli, do Atlético-MG. Eles armaram suas equipes com espírito totalmente ofensivo. O resultado foi um duelo com muitas alternativas dos dois lados e times que disputaram palmo a palmo os espaços em campo.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Atlético-GO, quarta-feira (12), no Estádio Olímpico, em Goiânia. No mesmo dia, os atleticanos recebem o Corinthians no Mineirão.

O Flamengo não deixou de ser o time agressivo e que cria chances em quantidade, mas o time esteve em uma rotação mais baixa do que o normal. Como não atuava desde a final do Carioca, no dia 15 de julho, a equipe teve mais dificuldade para superar o bloqueio imposto pelo Galo e pareceu sem pernas em muitas ocasiões.
A equipe teve diversas oportunidades para mudar a história do jogo, mas faltou capricho. O Rubro-negro teve mais a bola, ocupou o campo contrário, mas também apresentou muitas deficiências nos passes e na saída de bola.

Do outro lado, Jorge Sampaoli apostou em uma formação que nunca havia escalado no Atlético-MG na estreia do Brasileiro 2020. O técnico colocou a equipe com três zagueiros -Igor Rabello, Gabriel e Junior Alonso. A equipe teve boa marcação nos 45 minutos iniciais.

No entanto, encontrou dificuldades na saída de bola, sobretudo com Gabriel. Ainda antes do intervalo, o argentino colocou Jair na vaga do defensor e viu a sua mudança surtir efeito na etapa inicial. Com as linhas de marcação adiantadas, até deu espaço para o oponente. Entretanto, melhorou na saída de bola e também na marcação. Na volta do segundo tempo, o time correu menos riscos com a modificação feita pelo técnico.
Guilherme Arana se destacou no Atlético-MG. Sem um meio-campista com característica de criação, o time apostou no lateral para chegar ao ataque. Ele foi muito bem também na marcação em seu setor e fez bons lançamentos para Nathan e Marquinhos.

Arana também participou do lance que culminou em gol no primeiro tempo. Após receber de Marquinhos na ponta esquerda, cruzou rasteiro e viu Filipe Luís marcar contra no lance. O lateral do Atlético foi o grande nome ofensivo da equipe no Maracanã.

Dupla letal do Flamengo, Bruno Henrique e Gabigol não tiveram tarde das melhores no Maracanã. Com escolhas erradas, os dois não dialogaram e pareceram meio fora de sintonia. Os dois tiveram suas oportunidades, mas faltou precisão e, por vezes, velocidade para a conclusão da jogada.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?