Arthur Cabral diz que Neymar é "jogador caro" no videogame e arranca gargalhadas em trote da Seleção

Sem minutagem em campo, o artilheiro do Basel-SUI foi reserva contra a Venezuela, mas ficou de fora da relação do técnico Tite contra a Colômbia e o Uruguai

Legenda: Arthur Cabral foi convocado para a equipe principal da Seleção Brasileira pela primeira vez e participou do famoso trote entre os jogadores
Foto: Divulgação / CBF TV

A passagem de Arthur Cabral na Seleção Brasileira chegou ao fim com o último jogo da Data FIFA de outubro, na goleada do Brasil contra o Uruguai, na última quinta-feira (15). Sem minutagem em campo, o artilheiro do Basel-SUI foi reserva contra a Venezuela, mas ficou de fora da relação do técnico Tite contra a Colômbia e a Celeste Olímpica.

Estreante na equipe principal do Brasil, o atacante, ex-Ceará e Palmeiras, precisou passar pelo famoso trote dos jogadores. Ao subir na cadeira e ganhar o microfone da CBFTV, Arthur Cabral agredeceu os jogadores, comissão técnica e staff da Seleção Brasileira pela recepção, cantou a música "Pé na areia", de Diogo Nogueira, além de brincar com Neymar, ao falar que o atacante é "caro e não tem como investir" no videogame.

"Sou Arthur Cabral, jogador do Basel, tenho 23 anos e sou natural de Campina Grande, na Paraíba. Quero agradecer primeiramente a Deus, óbvio, por estar aqui e estar tendo essa oportunidade. Agradecer a toda a comissão, ao staff e aos jogadores por terem me recebido muito bem. Me sinto muito privilegiado de compartilhar o dia a dia com vocês. [...] Muitos de vocês, há duas semanas, eu só via pelo videogame. O Emerson, o Militão, o Vini Jr., o Royal também... tem cara que é muito caro. O "Ney" é muito caro, não dá para investir."
Arthur Cabral
Atacante do Basel

Os atacantes Antony, do Ajax, e Raphinha, Leeds United, também convocados pela primeira vez para defender a Seleção Brasileira, participaram do trote.

Fase do Arthur Cabral

Artilheiro do Basel-SUI e da Europa na temporada 2021-2022, com 20 gols em 17 partidas, Arthur Cabral foi convocado por Tite para substituir Matheus Cunha, cortado da relação após lesão muscular na coxa esquerda.

O atacante, ex-Ceará e Palmeiras, vive sua melhor fase na Europa. Os 20 gols marcados em 17 partidas igualaram o melhor desempenho com a camisa da equipe da Basiléia, na temporada 2020-2021, quando marcou 20 gols em 36 partidas. Entretanto, desta vez, com 20 jogos a menos.

Apesar do bom momento com a equipe suíça, o atacante não foi utilizado pelo técnico Tite na rodada tripla do mês de outubro. Arthur Cabral, inclusive, foi relacionado apenas uma vez, contra a Venezuela, mas não ganhou minutagem. Contra a Colômbia e Uruguai, o camisa 10 do Basel não figurou na relação.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte