Argentino vence Brasil Open, fatura 1º título da carreira e afasta tabu de azarão

Guido Pella vinha conquistando um vice-campeonato por ano desde 2016

Legenda: O título de Pella marca a terceira conquista de um argentino na competição brasileira
Foto: Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação

Após bater na trave em quatro finais, o argentino Guido Pella enfim celebrou o seu primeiro título, neste domingo (3), ao se sagrar campeão do Brasil Open. No saibro do Ginásio do Ibirapuera, o terceiro cabeça de chave da competição, de nível ATP 250, derrotou o chileno Christian Garín por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3, em 1h23min.

Pella, de 28 anos, vinha conquistando um vice-campeonato por ano desde 2016. O último deles foi em Córdoba, diante de sua torcida no início desta gira sul-americana de saibro. Também havia sido o vice em Umag, Munique e também no Rio Open, em 2016. Seu melhor resultado no evento brasileiro até então era as quartas, em 2017.

Ganhando confiança na temporada, Pella voltou a fazer uma exibição consistente na decisão. Chegou a sofrer uma quebra de saque, no set inicial, mas não se abalou. No segundo set, o 48º do ranking faturou duas quebras, salvou apenas um break point e encaminhou a vitória. 

O título de Pella marca a terceira conquista de um argentino na competição brasileira. Antes dele, foram campeões do Brasil Open Guillermo Cañas, em 2007, e Federico Delbonis, em 2014.

Ranking

Com o triunfo, o argentino vai dar um salto no ranking. Ele deve aparecer na 34ª posição, sua melhor colocação da carreira. Christian Garín também terá motivos para comemorar. Após disputar sua primeira final da carreira em nível ATP, o tenista de 22 anos atingirá o 72º posto do mundo - seu melhor era o 84º lugar.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados