Após vitória, Enderson manda recado para torcida: "É fundamental que possam acreditar"

Técnico do Ceará afirmou que torcida na Arena Castelão foi o ponto-chave da vitória sobre o Palmeiras no sábado (20)

Legenda: O triunfo foi o primeiro do Vovô após quatro partidas no Brasileirão
Foto: Foto: Fabiane de Paula / SVM

O Ceará fez uma partida sólida na defesa e foi cirúrgico no ataque para vencer o Palmeiras por 2 a 0, neste sábado (20), pela 11ª rodada da Série A do Brasileiro. O resultado agradou ao técnico Enderson Moreira, que agradeceu o apoio da torcida alvinegra na Arena Castelão, que totalizou público de 32.287 espectadores.

"Tenho que enaltecer porque gente sabe que a torcida é apaixonada e nos incentivaram demais. É fundamental que possam acreditar. Não é fácil o Brasileirão, o Palmeiras tem jogadores qualificados, mas a gente tem muita garra e eu gostaria de agradecer demais aos atletas pela dedicação. É uma vitória deles pelo empenho. Foi muito em virtude dos nossos trabalhos, o nível é excelente. Fico mais apaixonado pela organização e seriedade. É uma vitória do clube e do nosso torcedor", explicou.

O triunfo foi o primeiro do Vovô após quatro partidas no Brasileirão e mantém uma escrita de 22 anos sem perder para o Verdão em casa. Outra marca do confronto foi o retorno do atacante Juninho Quixadá para a lista de relacionados do Vovô - a última partida do jogador foi no dia 29 de outubro do ano passado. Enderson afirmou que o atleta vai ter chance em campo e revelou ter cogitado a entrada do meia contra o Palmeiras.

"O Quixadá está cada dia melhor, todo mundo sabe no elenco que terão essas oportunidades. Em determinado momento estávamos pensando em algumas possibilidades, se o jogo caminhasse para determinado resultado, a gente podia pensar forte na entrada dele. Quando a gente convoca é porque temos expectativa de utilizá-lo. Ele vai estar preparado para nos ajudar e vai ajudar muito", explicou.

Com o resultado, o Ceará sobe para a 13ª posição, com 14 pontos na Série A do Brasileiro. A equipe se reapresenta na segunda-feira (22), às 15h30, no CT de Porangabuçu, e volta a jogar sábado (27), às 19 horas, contra o Internacional, no Beira-Rio.

Outros pontos da entrevista

O jogo
"Foi muito disputado. O time do Palmeiras é difícl de conseguir espaço e situação de gol, mas fomos muito efetivos nas situações que criamos, até perdemos outras, mas o que eu gosto é o nível de competitividade. Temos jogado de forma mais organizada, mais próxima com o passar desse período de preparação. Conseguimos desenvolver o jogo de profundidade, que possa trocar mais a bola, ter mais o controle do jogo."

Felipão  
"Um treinador que serve de inspiração para todos nós, não cansamos de admirar o Felipão, um treinador multicampeão, com carreira fantástica, então é sempre motivo de orgulho enfrentar essa equipe. Quando se vence o líder, cria uma atmosfera diferente".

VAR
"O lance do primeiro gol, acho que estamos equivocados porque o VAR não está aí para impedir qualquer tipo de jogada. Todo gol que sai, a gente quer saber a origem. Percebo que não vai mais ter árbitro de campo, vai ser só um alto falante e o VAR diz o que foi".

Internacional
"O trabalho do Odair é um trabalho fantástico, equipe extremamente objetiva, que dá poucas oportunidade para os adversários, então precisamos estar bem descansado para fazer um bom jogo".