Análise: Ferroviário foi amplamente dominado a preocupa para sequência da Série C

Time coral é dominado pelo adversário desde o início, não consegue reagir e amarga derrota fora de casa pela Série C. Apesar da atuação preocupante, o Ferroviário se manteve no G-4 do Grupo A ao fim da 12ª rodada

Legenda: Zagueiro Adalberto comemora o segundo dos três gols do Vila Nova sobre o Ferrão em noite que o Tubarão precisa lamentar muito
Foto: HEBER GOMES/Estadão Conteúdo

O Ferroviário entrou em campo no fechamento da 12ª rodada da Série C do Brasileiro animado pela boa vitória diante do Remo no Castelão que o reabilitou e o manteve no G-4. Assim, contra um adversário difícil, o sólido Vila Nova em Goiânia (GO) em seu alçapão, o OBA, o Ferrão queria provar que estava pronto para jogos mais pesados na competição.

E a equipe de Marcelo Vilar falhou na missão, sendo amplamente dominada por um organizado Vila Nova/GO, sendo derrotado por 3 a 0 com extrema facilidade. Para se ter uma ideia do nível de atuação coral, o goleiro Fabrício, do Vila fazendo apenas uma defesa em um chute fraco de Siloé. O setor de criação coral foi nulo, com suas principais peças, como André Mensalão e Siloé não funcionando. Nem os laterais conseguiram criar nada.

Ou seja, nem com a bola no chão, nem pelo alto o Ferroviário criou. Foi o retrato de um time que não se encontrou em nenhum momento do jogo, um alerta para as 6 rodadas finais, quando defenderá seu lugar no G-4. Mesmo com o amargo resultado, o time coral se manteve no G-4 com 17 pontos, mas já é a mesma pontuação do 5º colocado, o Manaus. Após a atuação fraca, o time coral joga pela 13ª rodada no domingo, às 15h30 no Domingão contra o Treze/PB.

Desde o início do jogo ficou claro que o Vila Nova/GO seria agressivo e pressionaria o Ferroviário. E o time da casa abriu o placar cedo, logo aos 3 minutos, jogada de Alan Mineiro para finalização de Talles.


Dominado
Após o gol, o time da casa continuou ofensivo e o Ferroviário sem alternativas de jogo. O time coral não conseguiu criar nada no 1º tempo e ainda viu o time goiano criar outras oportunidades, com Genivaldo aparecendo bem. Quando o placar de 1 a 0 já seria lucro no 1º tempo pelo que o Ferroviário não jogou, o Vila Nova chegou ao 2º gol com Adalberto, aos 46 minutos, aproveitando rebote de finalização de Donato no travessão.

Mesmo com a desvantagem de dois gols, o time coral voltou para o 2º tempo ainda apático. As peças ofensivas corais, como André Mensalão, Siloé e William Lira nada criaram e ainda viram o adversário pressionar para ampliar o placar.
Insatisfeito com o desempenho coral, o técnico Marcelo Vilar mudou o Ferrão na metade do 2º tempo, mas ao invés de buscar diminuir o placar, o time coral não ameaçou o gol de Fabrício e ainda sofreu o 3º gol, aos 40 minutos, de cabeça com Donato.

Ficha Técnica:

Vila Nova 3
Fabrício; Celsinho, Rafael Donato, Adalberto (Saimon) e Mário Henrique; Dudu,
Pablo e Alan Mineiro(Biancucchi) ; Rodrigo Alves(Caique), Henan (Raphael Lucas) Talles
(Francis).
Técnico: Bolívar.

Ferroviário 0
Genivaldo; Olávio (Caique), Vitão, Willian Machado e Tiago Costa;
Jorginho (Luca Hulk), Magno, André Mensalão e Wesley (Júnior Batista) ; Siloé (Reinaldo)
e Willian Lira.
Técnico: Marcelo Vilar.

Árbitro: Marco Aurelio Augusto Fazekas Ferreira/MG
Assistentes: Fernanda Nândrea Gomes Antunes FIFA/MG e Douglas Almeida Costa/MG
Gols: Talles (3′ 1T), Adalberto (47′ 1T) e Rafael Donato (39′ 2T)- VIL
Cartão Amarelo: Celsinho e Adalberto (VIL)

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte