Wigor Lima, ator de 'Dois Filhos de Francisco', nega ser traficante após ser preso com drogas

Ele havia confessado vender algumas unidades para amigos, mas mudou a versão após conversar com advogadas

Escrito por Redação,

Zoeira
wigor oliveira lim em dois filhos de francisco quando era criança, ao lado de foto dele adulto
Legenda: A defesa dele divulgou que recentemente Wigor se recuperou de um câncer e havia desenvolvido dependência química
Foto: Reprodução

Wigor Oliveira Lima, 28, ator que fez "Dois Filhos de Francisco" e foi preso em Goiânia nessa quarta-feira (1º), com ecstasy, cogumelos e maconha, negou, em depoimento, ser traficante de drogas, após ter confessado vender algumas das substâncias. A defesa pontou, nesta quinta-feira (2), que tudo era para uso pessoal. 

Em "Dois Filhos de Francisco", Wigor interpretou Luciano na fase criança.

Nesta quinta, Wigor aguardava uma audiência de custódia. Ele é suspeito de vender drogas por meio das redes sociais e em festas de Goiás, conforme o delegado Rômulo Figueiredo de Matos, da Polícia Civil. 

O artista, segundo as advogadas, "não é influencer digital, mas sim engenheiro civil, empresário e investidor". Antes ele havia se apresentado como influencer aos policiais. As informações são do g1

Confissão e mudança de versão

Wigor foi preso em flagrante em casa, no Setor Cidade Jardim, em Goiânia. No caminho para a delegacia, o delegado informou que ele chegou a confessar o crime de tráfico.

“Na viatura, ele confessou que vendia as drogas, mas disse que era só para amigos e pessoas mais próximas em festas. Ele disse ainda que tem duas empresas e que trabalha como ator e digital influencer, não usando da venda da droga como fonte de renda", pontuou o policial. 

Mas, após falar com a defesa, ele mudou sua versão, negando que fosse traficante

Fabricação de drogas 

Três mil comprimidos de ecstasy, além de cogumelos e maconha foram encontrados na casa de Wigor. Os agentes de segurança ainda acharam materiais específicos para o preparo de drogas, além de sacolas para comercialização. 

“O material encontrado na casa dele demonstra que ele tem muito conhecimento para fabricação de drogas sintéticas", conta o delegado Rômulo. 

A Polícia Civil segue com as investigações para identificar e responsabilizar os fornecedores das drogas. 

"Informa que Wigor, recentemente, tratou um câncer que trouxe a ele vários efeitos colaterais, inclusive depressão, gerando uma dependência química. Tem-se ainda que Wigor nunca vendeu drogas, sendo que a quantidade encontrada em sua casa é exclusivamente para uso pessoal", diz trecho da nota da defesa. 

Veja a nota da defesa de Wigor na íntegra:

A banca defensiva do Sr. Wigor vem a público esclarecer que há muitas notícias falsas sendo divulgadas, inclusive a respeito da quantidade de droga encontrada, além da forma como foi dada a prisão.

Informa que Wigor, recentemente, tratou um câncer que trouxe a ele vários efeitos colaterais, inclusive depressão, gerando uma dependência química. Tem-se ainda que Wigor nunca vendeu drogas, sendo que a quantidade encontrada em sua casa é exclusivamente para uso pessoal.

Outro ponto a se destacar é que Wigor não é influencer digital, é engenheiro civil, empresário e investidor. Quanto a prisão, houveram diversas ilegalidades que deverão ser discutidas no judiciário, onde medidas cabíveis serão tomadas.

É válido ressaltar que se trata de investigação preliminar, inexistindo qualquer tipo de ação penal em curso ou denúncia em face de Wigor. No mais, para aqueles que conheceram Wigor e sabem da índole dele e para aqueles que estão conhecendo agora, pedimos respeito e compreensão e lembramos que, a vida é feita de obstáculos, desafios, e conflitos mentais, e na justiça todos são inocentes até que se prove o contrário.

 

Quer saber mais sobre cultura pop, filmes, séries e famosos num só canal? O Zoeira está no Telegram! Acesse o link: https://t.me/zoeira_dn