Tatá Werneck diz que sempre foi contra exposição da filha, mas que acabou cedendo

A pequena Clara Maria é fruto do relacionamento de Tatá com o ator Rafa Vitti

Legenda: Nas redes sociais, Tatá posta vídeos da rotina com a filha em casa
Foto: reprodução/Instagram

A apresentadora e atriz Tatá Werneck, de 37 anos, afirma que mesmo publicando fotos e vídeos da pequena Clara Maria, de 1 ano e 4 meses, segue sendo contra essa prática de exposição. Em resposta a uma seguidora que a indagou sobre essa mudança de postura, Tatá disse que acabou cedendo.

"Eu também era contra. Na verdade, eu continuo sendo [risos]. Não gosto de postar nada dela e fico puta quando postam. Porém, eu posto porque geral posta. Aí, não adianta só a mãe não postar", começou.

Na sequência, disse que a menina é a felicidade de muita gente na internet. "Porque acho ela linda e acho que ela leva alegria para as pessoas", comentou sem deixar de fazer piada: "Mas com 15 anos ela vai ficar puta comigo", concluiu.

Recentemente, a apresentadora do Lady Night (Multishow) revelou que ainda passa por problemas com relação ao nome da filha, fruto do seu relacionamento com o ator Rafa Vitti, de 25 anos. Segundo a humorista, os familiares erram o nome da pequena.

"Até quando meus parentes continuarão chamando minha filha de Maria Clara?", escreveu Tatá em sua conta no Twitter. "A deusa ficou dois dias depois que nasceu sem nome até que tive essa brilhante ideia de inverter. Basta", completou.

A saga para a escolha do nome da pequena foi um dos principais assuntos na época em que a comediante estava grávida. Ela chegou a afirmar que Vitti havia escolhido Cora Maria, mas que preferiu Clara. Por um tempo, o casal também pensou em chamar a filha de Julieta.