Influencer Duda Martins mentiu sobre estupro para ganhar 'likes', diz defesa de suspeito

Advogada diz que a relação no dia 29 de dezembro foi consensual

Escrito por Redação,

Zoeira
Duda Martins
Legenda: A alagoana relatou ter acordado 12 horas depois do encontro, nua e machucada
Foto: Reprodução

A defesa do homem suspeito de estuprar a influenciadora digital Duda Martins em Maceió, Alagoas, pontuou que o cliente é inocente e ainda acusou a jovem de mentir sobre o estupro para ganhar 'likes'. Duda usou as redes sociais nessa segunda-feira (3) para denunciar que foi abusada. 

O suspeito mora em Brasília e é auditor fiscal. A advogada Graciele Queiroz informou ao g1 nesta terça-feira (4) que o homem segue em Maceió, onde está de férias, e se apresentou espontaneamente na delegacia. 

A versão defendida é que a relação foi consensual, após os dois terem se conhecido no Tinder

Tudo o que houve foi consensual. As acusações dela não passam de um espetáculo monstruoso em busca de likes. Ela não prova nada, já o meu cliente tem tudo documentado. Ela está buscando crescimento nas redes sociais. Ela quer se engajar crucificando um inocente
Graciele Queiroz
Advogada

"Estava totalmente ferida", diz Duda Martins 

No relato, Duda Martins conta que foi encontrar o suspeito na tarde do dia 29 de dezembro e só acordou 12 horas depois, no apartamento que ele estava hospedado, nua. 

“Eu só tenho a sensação de que eu estou machucada, tem as fotos que a doutora tirou, tinha hematomas no peito, galo na cabeça, estava com as minhas partes íntimas feridas, então, eu não estava só dopada, eu estava totalmente ferida. Quando eu acordei, fui retornar consciência, eu estava no sofá dele. Nesse momento eu nem tinha percebido que eu estava sem calcinha”.
Duda Martins
Influenciadora

A advogada Graciele Queiroz diz que eles ficaram cerca de quatro horas no bar e afirma que eles foram para o hotel de noite. Ela conta que os dois chegaram até a dormir. 

Ele chamou um carro por aplicativo para levá-la em casa. Foi quando ela se deu conta de que estava sem a bolsa e os pertences. Ele estava junto com ela no carro. Temos print da ligação dele para o celular dela às 23h05. Ela pediu então para ser deixada na casa de seu pai, já que estava sem as chaves. Temos os comprovantes da transferência bancária que ele fez para o motorista do aplicativo para fazer a corrida extra", diz a advogada.

Conta desativada 

Após a denúncia, Duda Martins disse que sua conta no Instagram foi desativada. Ela criou uma conta reserva, segundo o g1, para pedir ajuda para recuperar o perfil antigo, onde ela trabalhava. 

"Sumiu tudo. É meu meio de sustento, é meu trabalho", desabafou Duda.