Uece recebe mais de 3 mil chips com acesso à internet; equipamentos serão distribuídos aos alunos

Os equipamentos são destinados aos estudantes que não possuem acesso adequado à web para acompanhar aulas e demais atividades remotas

Mulher inserindo cartão SIM no celular, close-up
Legenda: Cada equipamento possui um pacote de internet de 20 GB, informou o reitor da Universidade, professor Hidelbrando Soares
Foto: Shuterstock

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) recebeu, nesta quarta-feira (3), cerca de 3.749 chips com acesso à internet que serão distribuídos entre os estudantes de graduação da instituição. Os equipamentos são destinados aos alunos que não possuem acesso adequado à web para acompanhar aulas e demais atividades remotas da Universidade. 

As aulas presenciais em universidades públicas e privadas no Ceará estão suspensas desde o dia 19 de fevereiro. A medida faz parte do pacote de ações mais restritivas imposta pelo decreto estadual de isolamento social do Governo do Estado, que tem o objetivo de conter a segunda onda da pandemia de Covid-19 no Ceará.

Os chips possuem conectividade 3G e 4G e são das empresas de telecomunicação vencedoras do processo de licitação: Tim, Oi e Claro. Cada equipamento possui um pacote de internet de 20 GB, informou o reitor da Uece, professor Hidelbrando Soares na cerimônia solene de entrega dos objetos.

Os estudantes que receberão os chips atendem a critérios de vulnerabilidade social, identificados por meio de cadastros feito na universidade. "Vamos estar a cada semestre avaliando essa demanda para negociarmos a ampliação do serviço", disse o reitor da Uece. 

Segundo o professor, uma reunião com a diretoria da universidade nesta quinta-feira (4) definirá a estratégia de distribuição nos 13 campi da Instituição. 

"Considerando que estamos em plena pandemia, no processo mais intenso de contaminação, vamos estudar o melhor protocolo em cada uma das nossas unidades, na Capital e interior", disse Hidelbrando Soares. 

Além do reitor, estavam presentes no evento, transmitido ao vivo, o secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, além do vice-reitor Dárcio Ítalo Teixeira e do chefe do gabinete da reitoria Altemar da Costa Muniz.  

Até a próxima sexta-feira (5), os equipamentos devem ser entregues também a Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), a Universidade Regional do Cariri (Urca) e as Faculdades de Tecnologia Centec (Fatec). 

Ao todo, mais 347 mil chips de internet móvel serão distribuídos a alunos da rede pública de Ensino Médio e universidades estaduais do Ceará, de acordo com o governador Camilo Santana. O objetivo é que eles possam acompanhar as atividades acadêmicas de forma on-line.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab