Sesi e Senac liberam inscrições para cursos profissionalizantes gratuitos

Instituições oferecem formações presenciais e virtuais; no Sesi são 400 vagas

Legenda: Interessados podem se inscrever através do site oficial das instituições
Foto: Adobe Stock

O Serviço Social da Indústria (Sesi) está disponibilizando 400 vagas em diferentes cursos gratuitos de capacitação profissional na modalidade de ensino a distância (EAD). As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de abril ou até as vagas serem preenchidas, por meio do site oficial da instituição. Para participar é preciso ter no mínimo 16 anos, e-mail, acesso à internet e noções básicas de informática.

Há oportunidades para os cursos de “Satisfação do Cliente”, “Administrando o seu dinheiro”, “Comunicação com Foco Organizacional”, “Gestão do Tempo”, “Relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho” e “Satisfação do cliente”. Com carga horária de 40 horas, o curso “Habilidades para Falar em Público” aborda temas como Medo de falar em público; Expressão corporal; O poder do foco; e Falar em público na empresa.

Vale lembrar que após se inscrever e confirmar a matrícula, o estudante terá o prazo de 30 dias para acompanhar os conteúdos e concluir o curso escolhido. Para receber o certificado de conclusão do curso, o estudante deve participar de uma avaliação na plataforma e alcançar 70 pontos ou mais no exame.

Senac Empresas

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) lançou uma plataforma que dá acesso a cursos gratuitos de capacitação e qualificação para profissionais de empresas de diversos setores produtivos. Chamada de Senac Empresas, a plataforma pode ser acessada em todos os tipos de dispositivos, como computadores, tablets e celulares.

Com carga horária variável de 15 a 144 horas, os cursos do Senac Empresas poderão ser realizados de forma presencial ou a distância e são voltados para trabalhadores das empresas parceiras com renda familiar per capita inferior a dois salários-mínimos, na condição de alunos ou egressos da educação básica. Para ter acesso à plataforma, a empresa deve cadastrar e inserir o trabalhador com usuário gratuito, tanto o gestor/ responsável pela empresa quanto o funcionário terão acesso à inscrição.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab

Assuntos Relacionados