Enem 2021: Inep prorroga inscrição para certificadores do exame

Edital seleciona profissionais para supervisionar aplicação da avaliação; prazo termina amanhã

Legenda: Profissionais cuidam da aplicação da avaliação
Foto: BY wavebreakmedia_micro | FREEPIK

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) prorrogou as inscrições para os interessados em atuarem como certificadores do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021. Podem se candidatar até amanhã, 26, através do site, servidores públicos do Poder Executivo Federal e docentes das redes públicas de ensino estaduais e municipais em exercício da docência em 2021.

Os certificadores são os profissionais responsáveis por fiscalizar e garantir a ordem no dia da aplicação do Enem 2021. Eles podem atuar como fiscais de prova ou de corredor, por exemplo. De acordo com o edital de seleção, o valor da hora de trabalho será de R$ 30, totalizando R$ 360 por dia de atuação.

No ato da inscrição os docentes devem preencher a declaração de docência disponível no Sistema RNC, informando nome, CPF, matrícula, cargo que ocupa, secretaria de Educação a que está vinculado, nome da escola em que atua, turnos, número de turmas e carga horária total.

No dia 28 de outubro será publicada a relação dos inscritos homologados e convocados para o curso de capacitação que ocorrerá entre 3 e 8 de novembro. Só estarão aptos a atuarem como certificadores aqueles que conseguirem, no mínimo, 70% de aproveitamento no curso.

Enem 2021

Nesta edição do Enem 2021, as provas serão aplicadas em duas etapas. A primeira nos dias 21 e 28 de novembro deste ano, para os estudantes que se inscreveram e realizaram o pagamento no período regular, e a segunda, nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022, para participantes isentos que participaram da reabertura das inscrições. O exame é um dos mais aguardado do universo estudantil, sendo um dos principais meios de acesso ao ensino superior público e privado.

O Enem contém 180 questões objetivas, sendo 45 questões de quatro áreas de conhecimento e uma redação. No caso das questões objetivas a correção é feita com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI). Dessa forma, a nota de cada área apresentada nas provas vai depender do nível de dificuldade da questão acertada e da consistência geral das respostas.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab

Assuntos Relacionados