Jogos eletrônicos podem desencadear epilepsia genética

Segundo estudos, estímulos sonoros, visuais ou até táteis podem ser o gatilho para as crises epilépticas, desde que haja predisposição genética