Encontro na Academia Cearense de Letras reúne escritores para diálogo sobre o gênero romance

Angela Gutiérrez e Pádua Lopes contam experiências e comentam desde elementos narrativos do gênero a ressonâncias do mesmo no mercado editorial

angela gutierrez
Presidente da ACL, Angela Gutiérrez é autora de três romances Foto: Helene Santos

Data do século XVII a arte de escrever romances. De lá para cá, o gênero literário passou por diversas modificações, mas a gênese permanece: tem a hibridez como marca registrada.

Não à toa, novelas, cartas, narrativas de viagem e outros formatos entram em comunhão para contar histórias cujo fôlego emenda outras histórias, tantas perspectivas.

"O romance é a transmissão escrita e ficcional de experiências da vida real", observa o escritor Pádua Lopes. "Se essas experiências mudam ou evoluem, o gênero é obrigado a reinventar-se para atender aos novos anseios humanos".

A visão do autor antecipa o teor da conversa que acontecerá nesta terça-feira (12), às 16h30, no Palácio da Luz, sede da Academia Cearense de Letras (ACL).

Na ocasião, Pádua se une a Angela Gutiérrez, presidente da casa, para discutir sobre a amplitude da temática. O evento integra o programa "Diálogos na Academia", iniciado neste semestre na instituição, com o objetivo de oportunizar maior conhecimento tanto dos gêneros literários quanto das obras dos membros da Academia.

"Desejamos colaborar com intensa aproximação dos escritores com o público leitor e, também, em outro projeto específico, com os diferentes elos dessa cadeia", explica Angela, referindo-se à ação da ACL.

No mais recente encontro, essa característica agregadora voltará a ganhar força, assim como aconteceu nas edições anteriores, dedicadas à poesia e ao conto.

A proposta é que a conversa, mediada por Lourdinha Leite Barbosa, gire em torno da gênese dos romances escritos pelos dois escritores participantes, mirando ainda em elementos narrativos (tais como personagens, tempo, espaço, estrutura, trama, entre outros), em como eles sentem as reações do público-leitor, além das dificuldades com publicação, divulgação e distribuição.

Autora de três romances - entre eles seu livro de estreia, "O Mundo de Flora" - a presidente da Academia adianta que a atividade deve continuar no próximo ano, englobando outros gêneros, tais como crônica, dramaturgia, cordel e ensaio.

"Para o biênio 2019-2020, a Academia escolheu priorizar a literatura cearense. O Palácio da Luz, sede da casa, estará de portas abertas para acolhê-la".

Serviço
Encontro "Romance - Leitura e Depoimento dos Autores
Nesta terça-feira (12), às 16h30, no Palácio da Luz (Rua do Rosário, 1, Largo dos Leões, na Praça General Tibúrcio, Centro). Entrada franca. Contato: (85) 3266-0326