Mais de 30 adolescentes são liberados devido à superlotação dos Centros Socioeducativos, no Ceará

Todos os adolescentes foram colocados em regime de internação domiciliar, segundo o Ministério Público