'Giriquitas' e presos são denunciados por falsificações em visitas

O Ministério Público concluiu que as duas mulheres utilizaram documentos falsos para realizar prostituição em um presídio em Itaitinga. Um detento estaria comprando a visita do outro, para receber as duas acompanhantes