Decisão do STF pode gerar transtornos no Ceará, segundo juiz

O Supremo Tribunal Federal determinou que menores infratores que estejam em unidades superlotadas no Ceará, Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia sejam transferidos para centros socioeducativos mais vazios